Semace e Cogerh produzem relatório sobre monitoramento dos recursos hídricos

13 de outubro de 2011

Até o final deste ano a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) entregam um relatório sobre o monitoramento dos recursos hídricos do Ceará à Agência Nacional de Águas (ANA). A ação visa colaborar com o Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas (PNQA) para ampliar o conhecimento sobre a qualidade das águas superficiais no Brasil, e orientar a elaboração de políticas públicas sobre o assunto. A previsão se baseia no trabalho que está sendo realizado entre Superintendência e a Companhia desde agosto deste ano para padronização do monitoramento de rios e açudes no âmbito estadual e nacional.

 

Segundo a Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo) da Semace houve uma reunião inicial com a ANA onde foi estabelecida a quantidade de 188 pontos de controle para avaliar com precisão a qualidade das águas cearenses. Destes, em torno de 35% já são monitorados pela Superintendência desde 2009 através do Programa de Monitoramento Ambiental das Águas Superficiais dos Principais Rios do Estado do Ceará e Seus Afluentes. Essa ação contempla todas as 11 bacias hidrográficas do Estado, as quais possuem atualmente 101 pontos de coleta. Atualmente, a Geamo está verificando as coordenadas dos locais onde há monitoramento da Semace ou da Cogerh e acrescentando os pontos da ANA.

 

Na divisão do trabalho, a Semace ficou responsável pelos pontos localizados nos rios do Estado que não estejam próximos a açudes, os quais serão de responsabilidade da Cogerh. A definição geográfica dos lugares de coleta foram baseadas na interferência das cidades nos recursos hídricos. Até o momento, a superintendência já finalizou as sub-bacias do Salgado; do Alto, Baixo e Médio Jaguaribe; do Banabuiú; do Parnaíba e do Coreaú.

 

De acordo com a Gerente da Geamo, Magda Kokay, os programas de monitoramento são fundamentais para que haja o controle da poluição das águas, bem como a fixação dos objetivos de qualidade através da classificação dos corpos hídricos do Estado. Além disso, também permitem aos gestores acompanhar resultados e traçar novas metas. “Instrumentos como estes devem contar com dados de análises de água realizadas em laboratórios capacitados para este fim, como os existentes na Semace”, acrescentou.

 

Programa de Monitoramento Ambiental da Semace

 

Obedece a Resolução N.º 357/2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que aborda a atribuição dos Estados para estabelecer enquadramento ambiental para águas doces de acordo com as características de uso de seus rios e reservatórios. De janeiro a setembro de 2011, foram coletadas e analisadas 258 amostras de água dos recursos hídricos, contemplando 4.364 parâmetros físico-químicos e 258 bacteriológicos.

 

Programa Nacional de Avaliação da Qualidade das Águas – PNQA

 

Lançado pela ANA em 30 de junho de 2010 e com horizonte de implementação até o final de 2015, o PNQA tem como objetivo prover à sociedade um conhecimento adequado das águas superficiais brasileiras, de forma a subsidiar os tomadores de decisão na definição de políticas públicas para a recuperação da qualidade das águas, contribuindo com a gestão sustentável dos recursos hídricos.

 

O Programa está estruturado em quatro componentes: Padronização; Laboratórios e Capacitação; Avaliação da Qualidade da Água e Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade das Águas. No componente Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade de Água, cujo objetivo é eliminar lacunas geográficas e temporais no monitoramento da qualidade das águas do Brasil, foi criada uma metodologia, um projeto de rede para cada Estado e estão sendo realizadas visitas aos Estados para a definição da Rede. A reunião realizada no Estado do Ceará insere-se neste contexto.

 

O projeto de elaboração de uma Rede Nacional de Monitoramento de Qualidade das Águas está em andamento e tem previsão para ser concluído no final do 1º semestre de 2012.
Mais informações em http://pnqa.ana.gov.br

 

Assessoria de Comunicação da Semace com informações da Assessoria de Comunicação da ANA

Luanna Patrícia (luanna.patricia@semace.ce.gov.br / 85 3101.5554)