Sesa/ESP-CE promovem curso em Gerontologia para melhoria da atenção ao idoso

9 de julho de 2012

Fortalecer a abordagem gerontológica para a melhoria da atenção ao idoso e a consolidação do envelhecimento ativo na Rede de Atenção à Saúde do Ceará. Esse é o objetivo do Curso de Fundamentos em Gerontologia, a ser ministrado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), através da Escola de Saúde Pública do Ceará, sob a coordenação do Centro de Educação Permanente em Atenção à Saúde.

 

Voltado para profissionais de nível superior da rede de atenção à saúde do Ceará, o curso será ministrado em duas etapas. A primeira turma acontece no período de 9 a 13 de julho e a segunda turma será no período de 6 a 10 de agosto. Serão disponibilizadas 50 vagas e a carga horária é de 40 horas. As atividades serão realizadas no Hotel Mareiro (Avenida Beira Mar, 2830 – Meireles).

 

Especificamente, o curso pretende capacitar os participantes para compreender o processo de envelhecimento a partir de uma visão biopsicossocial; conhecer as políticas públicas de relevância para a saúde da pessoa idosa no Sistema Único de Saúde; analisar e discutir ações de promoção à saúde do idoso; identificar e discutir, de forma interdisciplinar, a abordagem dos principais problemas de saúde do idoso na rede de atenção à saúde do Ceará.

 

A metodologia do curso baseia-se na construção e elaboração de conhecimentos de acordo com a realidade do participante, utilizando métodos que facilitam o processo dialógico entre o facilitador e participante: Trabalhos em grupos, Exposições Interativas, Análise e Estudo de Situações Problema, Estudos Dirigidos e Exibição e Debate de Vídeos.

 

O conteúdo do curso abordará temas como “Envelhecimento, velhice e sociedade”, “Políticas e direitos da pessoa idosa”,  “Promoção do Envelhecimento ativo e saudável”,  “Atenção à saúde da pessoa idosa”.

 

Velhice

 

Em todo o mundo, se verifica um crescente número de idosos em função do aumento da expectativa de vida, da queda das taxas de mortalidade, associada a natalidade em declínio. Em decorrência, se vivencia a transição epidemiológica que imputa ao sistema de saúde a urgência em responder as especificidades da atenção aos indivíduos longevos, muito frequentemente acometidos de doenças crônicas, fragilidades e perdas funcionais.

 

O Ceará, mesmo sendo um estado de população jovem, registrou no ano 2000, um índice de envelhecimento de 27,7% de idosos para cada cem mil indivíduos com idade inferior a 15 anos. Atualmente, o Ceará possui uma população de 431.551 idosos com 60 a 69 anos, 253.952 na faixa etária de 70 a 79 anos e 120. 859 com 80 anos e mais, perfazendo um total de 806.362 idosos.

 

O setor público de saúde, apesar de desenvolver ações importantes e pioneiras na saúde do idoso, ainda não consegue assegurar a equidade e a integralidade das políticas de saúde para o envelhecimento, com assistência de qualidade, tanto na prevenção, terapêutica e reabilitação aos idosos. Por conta disso, a ESP-CE  idealizou o Curso de Fundamentos da Gerontologia, uma iniciativa voltada para educação permanente dos trabalhadores do SUS na área estratégica da saúde do idoso.

 

Informações: 85 3101.1405

 

09.07.2012

Assessoria de Imprensa da ESP-CE

Marcos Saudade / Amanda Peixoto (ascom@esp.ce.gov.br / 85 3101.1412)

Website: www.esp.ce.gov.br
Twitter: twitter.com/espce