Seminário destaca cuidados com idosos

13 de junho de 2013

Os cuidados à pessoa idosa vão além da prevenção e tratamento de doenças. Envolvem também a garantia da integridade física e mental, que são colocadas em risco pelos maus tratos físicos e psicológicos que muitos idosos acabam sofrendo, muitas vezes praticados por pessoas da própria família. Dados divulgados em 2005 pelo Ministério da Saúde relatam que 27% das internações de idosos ocorrem em decorrência de violência e agressões. Para debater o assunto e preparar profissionais, a Secretaria da Saúde do Estado, através da Coordenadoria de Políticas e Atenção à Saúde, realiza o V Seminário de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa.

 

Em parceria com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, o seminário ocorrerá nesta sexta-feira (14), no hotel Mareiro, avenida Beira Mar, 2380, das 8 horas às 18 horas. Voltado para geriatras, gerontólogos e profissionais de nível superior da Estratégia de Saúde da Família e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, será abordada, dentre outros aspectos relativos ao tema, a atenção dada pela saúde pública ao problema dos maus-tratos a idosos. Profissionais de Instituições de longa permanência para os idosos, dos Centros de Referência da Assistência Social e dos Conselhos Municipais de Direitos do Idoso também compõem o público do evento.

 

A situação do idoso

 

No Brasil, segundo dados do IBGE referentes a 2011, existem aproximadamente 23,5 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, o que equivale a 12% da população, mais que o dobro do registrado em 1991, quando a faixa etária contabilizava 10,7 milhões de pessoas. No Ceará, não é diferente. Em 1998, a terceira idade representava 8,8% da população, passando para 10,8%, em 2008. Por isso, é fundamental que todos os cuidados sejam tomados para tornar essa etapa da vida mais saudável. Os cuidados específicos prestados ao idoso tem como principal finalidade promover o envelhecimento autônomo e saudável, a manutenção e reabilitação da capacidade funcional e o apoio ao desenvolvimento de cuidados informais. Caso ocorra violência, o que não pode ocorrer é o silêncio. Nesse caso, deve-se entrar em contato imediatamente com alguma das instituições abaixo:

 

Conselho Estadual dos Direitos do Idoso – 3101.1561
Promotoria do Idoso – 3252.6352
Centro Integrado de Atenção e Prevenção
à Violência contra a Pessoa Idosa –  3276.6639 / 0800 275.5555

 

13.06.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira/ Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220/ 3101.5221 / 8733.8213)

Alexandre Maia Lima – Estagiário do Proensino – Programa Bolsa de Incentivo à Educação na Rede da Secretaria da Saúde do Estado. 

Twitter: @SaudeCeara

Facebook: www.facebook.com/saudeceara