Diretrizes sobre tabagismo será lançado no dia mundial sem cigarro

30 de maio de 2014

Sábado, 31 de maio, é o Dia Mundial sem Tabaco. No Ceará, a data será marcada pelo lançamento do Projeto Diretrizes sobre Tabagismo para o Poder Judiciário, na sexta-feira, dia 30, durante as atividades programadas para o Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), das 8h30min às 12 horas. Elaborado pela Associação Médica Brasileira, Instituto Nacional de Câncer (Incor) e Aliança de Controle do Tabagismo, o volume “Evidências Científicas sobre Tabagismo para Subsídio ao Poder Judiciário” disponibiliza informações atualizadas sobre os vários aspectos relativos ao tabagismo, a fim de subsidiar o Poder Judiciário em suas decisões nesse campo da saúde pública. As atividades do Dia Mundial sem Tabaco programam, ainda exibição do documentário “Dois pesos e duas medidas”, que mostra o lobby da indústria do tabaco sobre o Judiciário, e apresentação da Ex-quadrilha da Fumaça, com o tema “Chute o cigarro e marque um gol na sua vida”.

 

A Secretaria da Saúde do Estado mantém o Programa de Controle do Tabagismo da Secretaria da Saúde do Estado, que em Fortaleza atende a população no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM) e no Centro de Saúde Meireles. No HM, o programa foi criado em 2002 e já ajudou mais de 1,2 mil fumantes a abandonarem o vício. Tanto no HM quanto no Meireles, fumantes são acompanhados por equipes multiprofissionais, formadas por médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiras, nutricionistas. Este ano, a Sesa realiza a expansão tratamento das pessoas que desejam parar de fumar, com a realização do Curso de Capacitação de Profissionais de Saúde para Abordagem e Tratamento do Tabagismo no SUS no interior do Estado.

 

No início do tratamento os pacientes são ouvidos sobre a motivação para deixar de fumar. São realizados exames para conheci mento sobre o quadro de saúde dos pacientes e o grau de dependência da nicotina, uma das principais substâncias encontradas no cigarro. O tratamento é baseado em abordagem cognitivo-comportamental e em uso de medicamentos. Orientações permanentes e em grupo sobre alimentação saudável e os riscos do tabagismo para a saúde também são rotina no Programa de Controle do Tabagismo.

 

Fortaleza tem 8,8% de fumantes entre a população de maiores de 18 anos, de acordo com o Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde. Em 2013, o percentual de ex-fumantes na capital era de 7,2% dos adultos maiores de 18 anos. Apenas 3% a 5% dos fumantes conseguem parar espontaneamente. Os demais precisam de apoio, como um atendimento específico, um centro de tratamento, um médico pneumologista. O tabagismo pode causar câncer de pulmão, de bexiga, de laringe, enfisema e infarto do miocárdio. O fumante passivo também está sujeito a ter essas doenças. O tabagismo mata cerca de 5 milhões de pessoas por ano no mundo – 200 mil no Brasil.

 

30.05.2014

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara