No Dia do Artesão, primeira-dama do Estado reforça apoio ao setor

18 de março de 2015

O artesanato é uma das causas que a primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, vem se dedicando nos primeiros meses de mandato do governador Camilo Santana, além de outras áreas principais de atuação como a infância, pessoas com deficiência e idosos. Em comemoração ao Dia do Artesão, comemorado a cada 19 de março, serão entregues pelo Gabinete da Primeira-Dama do Estado nos próximos dias computadores a 48 entidades artesanais, de 40 municípios.

 

Segundo a primeira-dama, esses computadores servirão de instrumento para o artesão ampliar os canais de comercialização. Além de ajudar na pesquisa de mercado, servindo, por exemplo, para fazer o mapeamento dos concorrentes, de fornecedores e tomar conhecimento sobre as tendências. Os equipamentos também serão utilizados para a implantação do Sistema de Certificação de Autenticidade do Produto Artesanal que será realizada pelo Gabinete da Primeira-Dama até o primeiro semestre deste ano.

 

Rprimeira2“Este sistema, implantado pela Central de Artesanato do Ceará (Ceart), trará grandes avanços para o nosso artesanato”, ressaltou Onélia. Segundo ela, o sistema de certificação promoverá benefícios como a garantia de qualidade e autenticidade da produção artesanal; proteção do artesanato cearense da contrafação e da concorrência desigual de produtos similares; promoção da confiança do consumidor através do título de reconhecimento, facilitando a identificação dos produtos artesanais com os industriais; além de possibilitar ampliação de mercados para os produtos artesanais do Ceará. Ainda de acordo com a primeira-dama, o Estado já tem recursos garantidos de cerca de 2 milhões e 250 mil reais no Monitoramento de Ações e Programas Prioritários (MAPP) 2015 que também serão destinados ao segmento.

 

Saiba mais
O artesanato cearense é um dos mais ricos do Brasil. Uma de suas marcas é a diversidade de materiais e tipologias como a areia colorida, argila, fios e tecidos, madeira, fibra vegetal, couro e o papel/xilogravura. A atividade garante o sustento de milhares de pessoas.

 

Atualmente, a Central de Artesanato do Ceará (Ceart) conta com cerca de 42 mil artesãos cadastrados – sendo que alguns deles representam grupos, entidades e associações, portanto, aumentando o número de beneficiados.

 

 

18.03.2015

 

Déborah Vanessa (85 3101.1568 – 8809.8731)
Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama