100 dias de governo: primeira-dama reforça na atuação na área da infância

10 de abril de 2015

A primeira-dama do Estado, Onélia Maria Leite de Santana, vem dedicando seu trabalho nos 100 dias de Governo de Camilo Santana prioritariamente na área da infância, além de atuar em outros segmentos como o artesanato e na garantia dos direitos das pessoas com deficiência e idosos.

 

Segundo a primeira-dama, a escolha de priorizar a infância é devido à importância da fase inicial do indivíduo. “Eu costumo dizer que tudo acontece de 0 a 7 anos. É a formação da personalidade, do desenvolvimento cognitivo, é a fase mais importante do ser humano, onde a gente tem que ter um olhar especial, olhar mais dedicado”, salienta.

 

Onélia participou de vários encontros nesses primeiros meses de 2015 para traçar estratégias de trabalho para o Ceará com entidades como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Instituto da Primeira Infância (Iprede), Instituto da Infância (Ifan), Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e Universidade Federal do Ceará (UFC). Ela se reuniu ainda com a vice-governadora Izolda Cela e os secretários de Governo (Trabalho e Desenvolvimento Social, Educação, Saúde, Cultura e Turismo) para enfatizar as suas áreas de atuação, principalmente a infância. Onélia foi ainda convidada para presidir o Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil.

 

bancomundial1Em encontro com o Banco Mundial, em março, para debater ações com foco na infância, Onélia apresentou dados do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece)/Secretaria da Educação que mostram o percentual de crianças de 0 a 3 anos matriculadas em creche dos municípios cearenses em 2013 e 2014. Segundo ela, 29,1% das crianças de 0 a 3 anos no Ceará estão nas creches, acima da média nacional que é de 27,9%.

 

“Precisamos avançar muito ainda. Vamos sensibilizar os gestores, fazer um plano para a infância do Ceará. Percebo que os municípios são acessíveis a essa realidade, são solidários a contribuir. E vamos construir um pacto de responsabilidade para que juntos possamos crescer e intensificar esse trabalho”, pontuou Onélia. Também foi realizado o diagnóstico que mostra o percentual de crianças de 4 e 5 anos matriculadas na pré-escola em 2013 e 2014 e o mapeamento dos estabelecimentos que oferecem educação infantil no Estado. Além da educação, serão diagnosticadas as áreas da saúde, assistência, cultura, entre outros, com intuito de saber a situação real do Estado na área da infância.

 

No fim de janeiro, durante Encontro Estadual da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), a primeira-dama convidou os municípios para unir forças em prol da infância. “Precisamos construir mais creches, que além de contemplarem o direito da criança, dão autonomia para as mães trabalharem tranquilas. Vamos trabalhar ainda no estímulo do desenvolvimento infantil e no cuidado com a segurança alimentar”, citou a primeira-dama.

 

Para o coordenador do escritório do Unicef (CE-PI-RN), Rui Aguiar, Onélia está sendo ousada em seu projeto de construir creches para as crianças cearenses. “Pensar no direito das crianças a ter creche é pensar para além do que é a obrigação do Estado. No Brasil, a creche não é obrigatória, mas a condição social que as famílias vivem, sobretudo as mais pobres do Ceará, eticamente obriga uma alternativa radical muito mais próxima do direito universal do que a ação focalizada do que acontece hoje. É muito ousado o que está se propondo”, reforçou.

 

visitoutiajuliaPara acompanhar o que está sendo feito na área da infância no Ceará, a primeira-dama visitou os abrigos Tia Júlia e Casa Abrigo, que são mantidos pelo Estado e acolhe crianças em situação de vulnerabilidade social encaminhadas pela Justiça. Onélia participou ainda da inauguração de dois Centros de Educação Infantil, um em Santana do Cariri, com capacidade para atender 100 crianças de 2 a 6 anos de idade, e o outro em Sobral, com capacidade de atender 208 crianças de 0 a 5 anos de idade nas modalidades de creche e pré-escola. Ela visitou ainda o Centro Educacional Aldaci Barbosa Mota (CEABM), destinado a ressocialização de mulheres autoras de atos infracionais com idade entre 12 e 21 anos sentenciadas pela Justiça com medidas sócio-educativas.

 

 

Artesanato

 

encontrodoartesanatoO artesanato é uma das causas que a primeira-dama vem atuando nos primeiros meses de mandato do governador Camilo Santana. Em comemoração ao Dia do Artesão, celebrado a cada 19 de março, serão entregues pelo Gabinete da Primeira-Dama do Estado nos próximos dias computadores a 48 entidades artesanais, de 40 municípios. Esses computadores servirão de instrumento para o artesão ampliar os canais de comercialização. Além de ajudar na pesquisa de mercado, servindo, por exemplo, para fazer o mapeamento dos concorrentes, de fornecedores e tomar conhecimento sobre as tendências. Os equipamentos também serão utilizados para a implantação do Sistema de Certificação de Autenticidade do Produto Artesanal que será realizada pela Central de Artesanato do Ceará (Ceart) até o primeiro semestre deste ano.

 

Acompanhada do secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Josbertini Clementino, a primeira-dama do Estado participou, em fevereiro, do VIII Encontro do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará, que reuniu mais de 100 entidades ligadas ao artesanato no Centro de Convenções do Cariri. Onélia ouviu sugestões e propostas dos artesãos e se comprometeu em realizar ações para fortalecer o segmento. Ela compareceu ainda ao lado do secretário da STDS à abertura da 51ª Feira de Artesanato da Ceart, na Praça Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, que contou com cerca de 150 expositores, de 80 municípios, representantes de entidades artesanais das oito macrorregiões do Estado.

 

 

Idosos e Deficientes

 

mauritiebarrosoequipamentosOs municípios de Mauriti e Barro, na Região do Cariri, receberam no início de fevereiro academias de ginástica de baixo impacto. Onélia Leite entregou equipamentos, que garantem acessibilidade à população, principalmente às pessoas com deficiência e idosos. Os espaços de convivência receberam piso tátil, adequação das rampas de acesso, instalação de equipamentos de ginástica de baixo impacto, kits de lixeira de coleta seletiva e mesas para jogos. Além da compra e instalação dos equipamentos, o Estado também realizou capacitação dos técnicos do município sobre políticas públicas para pessoa idosa.

 

praiaacessívelAinda com o intuito de promover acessibilidade de idosos, pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida às praias do Ceará, Onélia Maria Leite de Santana apresentou, em fevereiro, a proposta do projeto Praia Acessível ao secretário do Turismo do Estado, Arialdo Pinho. Em abril, ela se reuniu com o secretário de Turismo de Fortaleza, Elpídio Nogueira, para formar parceria entre o Estado e a Prefeitura para a adaptação e adequação de espaços da orla marítima da cidade. O objetivo é garantir acessibilidade de idosos e pessoas com deficiência a mais espaços públicos de convivência. A proposta é oferecer espaço com uma estrutura de cadeiras especiais, esteiras e banheiro adaptado para pessoas com deficiência, entre outros itens.

 

 

10.04.2015

 

Déborah Vanessa (85 3101.1568 – 8957.0292)
Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama

 

Gestor de Célula/Secretarias
Ciro Câmara (ciro.camara@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil – (85) 3466.4898
comunicacao@casacivil.ce.gov.br