Sesa promove ação contra a hipertensão

23 de abril de 2015

Distinguir alimentos saudáveis daqueles não saudáveis é um bom começo para evitar os fatores de risco para doenças como a hipertensão. Pensando nisso, nesta sexta-feira, 24 de abril, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) vai orientar o público das 10 às 13 horas, no Shopping Benfica, sobre alimentação saudável e fatores de risco, durante as atividades que marcarão o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, 26 de abril. Com orientação de cardiologista e nutricionista, as atividades incluem medição do Índice de Massa Corporal (IML) e pressão arterial e, a partir das 11 horas, aula de zumba, atividade física que mistura ginástica e dança latina, para estimular as pessoas a evitar o sedentarismo.

 

Conforme a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), o sedentarismo, o estresse, maus hábitos alimentares, excesso de peso e a idade são fatores de risco para a hipertensão, que tem estimativa de acometer 5 a 10% da população com até 18 anos, ou 7 milhões de crianças e adolescentes, e cerca de 30% da população adulta, chegando a mais de 50% na terceira idade. Em Fortaleza, conforme o Vigitel 2013 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), realizado pelo Ministério da Saúde, 38,9% da população de 18 a 24 anos comem carne com excesso de gordura, 29,7% estão com excesso de peso, 51% praticam atividades físicas insuficientes no tempo livre, 19,2% são fisicamente inativos, 7,1% fumam, 6,3% são obesos e 3% têm diagnóstico de hipertensão arterial.

 

A maioria das pessoas com hipertensão não apresenta nenhum sintoma no início da doença. Por isso, é chamada de doença silenciosa. A única forma de saber se a pressão está alta é verificando regularmente, com aparelhos calibrados e profissionais preparados. Os principais sintomas do aumento de pressão arterial são dor de cabeça, cansaço, tonturas, sangramento pelo nariz. Pessoas com excesso de peso, que não têm alimentação saudável, ingerem muito sal, não fazem atividades físicas, consomem muita bebida alcoólica, são diabéticas ou têm familiares hipertensos correm maior risco de serem hipertensas.

 

A hipertensão, usualmente chamada de pressão alta, acontece quando a pressão arterial se mantém sistematicamente igual ou maior que 14 por 9. A pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos nos quais o sangue circula se contraem. Dados do Ministério da Saúde apontam que a hipertensão atinge mais de 50% das pessoas na terceira idade, está presente em 8% das crianças e adolescentes no Brasil, e é responsável por 40% dos infartos, 80% de acidente vascular cerebral (AVC) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), inclusive a hipertensão, são responsáveis por 59% dos óbitos no mundo.

 

23.04.2015

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias
(85) 9922.2712

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
(85) 3466.4898