#EducaçãoNotaDezNoCeará: “um sonho que se sonha só não se torna real”

11 de agosto de 2015

Iniciamos hoje uma série especial de matérias que segue até o Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro, e que vai mostrar porque e como alunos e professores cearenses ganham cada vez mais espaço no cenário mundial da Educação. Você vai descobrir também qual o segredo da estrutura que sustenta a rede estadual e quais os novos investimentos, comandados pelo governador Camilo Santana e pela vice-governador Izolda Cela, que pretendem elevar ainda mais o padrão de qualidade do ensino cearense. Hoje, os alunos da escola profissional que assumiram o topo da lista das unidades públicas no Estado falam sobre a sua segunda casa, a relação com professores e colegas e o que faz deles os melhores do Ceará.

“Eu estudo, eu me dedico, eu passo. Eu sou Adriano Nobre”. O grito de guerra é dos estudantes da Escola Estadual de Ensino Profissional (EEEP) Adriano Nobre, localizada no município de Itapajé, distante 125 quilômetros de Fortaleza, que na última quinta-feira (06) comemoraram o título de instituição pública mais bem colocada no Ceará nos resultados do Enem de 2014, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anysio Teixeira (INEP). Os dados abrangem 15.640 escolas de todo o país. Nelas, 1.295.954 estudantes fizeram o exame.

Alvo de críticas e preconceitos, as escolas públicas vêm-se destacando e apresentando resultados positivos pelo bom desempenho educacional no país. Aqui no Ceará, as unidades apresentam uma estrutura moderna, bem equipada, com profissionais capacitados e uma série de ações voltadas para o desenvolvimentoR MVS4199 intelectual dos alunos. Motivos que elevam e destacam o Estado no cenário nacional, na área da Educação.

Nesta unidade de Itapajé, por exemplo, 270 estudantes fazem, em tempo integral, das 7 às 17 horas, o Ensino Médio e um dos cursos técnicos ofertados: Comércio, Contabilidade e Informática. A instituição conta com um quadro de 25 professores e uma estrutura composta de salas de aula, auditório, biblioteca, laboratórios específicos para os cursos técnicos oferecidos, além dos de Línguas, Informática, Ciências e Matemática. O currículo pedagógico utilizado na unidade é o mesmo das escolas convencionais, mas os trabalhos social e psicológico também são ministrados para os estudantes.

R MVS4263De acordo com a diretora Silvandira Mesquita, o segredo do sucesso é o empenho dos profissionais, aliado ao entrosamento da família. “Os professores são envolvidos diuturnamente com a escola, o que favorece o desempenho dos alunos. Também temos o envolvimento das famílias, que estão muito presentes e contribuem com o aprendizado dos jovens”, enfatizou. A educadora disse ainda que “um sonho que se sonha só não se torna real”. “Aqui o professor sonha com o aluno. A expectativa elevada em relação ao desempenho do aluno, os professores têm. E isso faz com que esses jovens cheguem aonde eles sonham”, enfatizou.

R MVS4193A estudante do 2º ano de Informática, Jhuly Stefany Amorim, de 15 anos, falou que o trabalho do corpo docente é fundamental para a excelência dos alunos. “A qualificação dos professores é excelente e isso é um fator determinante para o nosso aprendizado, dentro e fora da escola. O esforço e o empenho que tivemos aqui foi reconhecido, o que estimula ainda mais a vontade de darmos o melhor de nós e continuarmos apresentando esses resultados”, afirmou.

Aprovada duas vezes no Enem, a aluna Monalisa Sales, de 17 anos, que cursa o 3º de Contabilidade, é tão apegada à escola que tem medo de deixar a unidade. “O mesmo receio que a gente tem de deixar nossa família, a gente tem de deixar a escola porque, querendo ou não, é a nossa segunda casa e às vezes até R MVS4274passa a ser a primeira. Então, esse mesmo receio de deixar a mãe, o pai e o lar, é o mesmo receio de deixar os professores, nossos amigos, porque aqui somos uma família e ninguém quer deixar a família antes do tempo”, salientou.

Para a aluna do 3º ano de Contabilidade, Karla Patrícia Martins, de 17 anos, o esforço valeu a pena. “A gente vê que todo esforço de ter estudado um pouco mais está sendo recompensado, pois dedicamos nossa vida aos estudos. É até difícil separar nossa vida pessoal da vida estudantil. Por isso digo que não existe vida “fora da escola” e “dentro da escola”, porque ela é uma só. Fazer parte de uma instituição que valoriza o ser humano é motivo de muita alegria”, acrescentou.

R MVS4285Já Saulo Rocha, de 15 anos, que saiu de uma escola particular para ingressar na rede pública de ensino, falou sobre o preconceito que enfrentou ao entrar na EEEP. “Muitos colegas questionaram minha saída de uma escola privada para uma escola pública porque muitos enxergam aqui como uma prisão, mas a realidade é outra. Aqui, nós somos tratados como filhos. O preconceito sempre vai existir para aquelas pessoas que não buscam o melhor, aquelas que não sabem o quão bom é a escola”, disse.

O prefeito do município, Ciro Braga, enalteceu o trabalho realizado na Adriano Nobre. “Quem acompanha o dia a dia da escola vê o compromisso e o esforço desses profissionais, todos qualificados, com o aprendizado dos alunos. Isso é motivo de satisfação e orgulho para os munícipes de Itapajé, pois sediamos a melhor escola pública do Estado do Ceará”, pontou.

R MVS4243        R MVS4271


Ensino Profissionalizante

R MVS4301As Escolas Estaduais de Educação Profissional foram instituídas no Ceará a partir de 2008. Essas escolas desenham a possibilidade de um futuro mais justo, mais equânime e com mais oportunidades para os jovens cearenses, acenando para a materialidade da experiência de um maior exercício de cidadania.

Atualmente são 112 Escolas Estaduais de Educação Profissional, com funcionamento em tempo integral que organizam e integram o ensino médio à educação profissional, configurando cenários de cidadania que articulam o direito à educação e ao trabalho.

Reconhecimento
R MVS4241Além da EEEP Adriano Nobre, outras quatro escolas também se destacaram, ficando entre as 20 melhores do país nos quesitos “matrícula superior a 90 alunos, indicador de permanência maior que 80% e indicador socioeconômico baixo”.

Entre elas, a Escola Estadual de Educação Profissional Padre João Bosco de Lima, de Mauriti, e a Escola de Ensino Fundamental e Médio Deputado Cesário Barreto Lima, de Sobral, que ocuparam a 1ª e 2ª posições, respectivamente, além da Escola de Ensino Fundamental e Médio Padre Amorim em Missão Velha e da Escola de Ensino Médio Deputado Manoel Rodrigues em Viçosa do Ceará.

No quesito “indicador socioeconômico muito baixo”, mais uma vez o Ceará aparece entre as melhores posições: é o caso da Escola de Ensino Fundamental e Médio de Irauçuba, que ficou com a 1ª colocação.

Dia do Estudante
No dia 11 de agosto de 1827, Dom Pedro I instituiu os dois primeiros cursos de nível superior no Brasil: ciências jurídicas e sociais. Antes disso, somente pessoas de famílias ricas poderiam concluir os estudos, pois as universidades estavam disponíveis do outro lado do oceano, na Europa. Nas comemorações do centenário de criação desses cursos, um dos participantes do evento Celso Gand Ley sugeriu que o dia 11 fosse escolhido para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.e representativa dos estudantes em nosso país.

11.08.2015

Wiarlen Ribeiro
Repórter / Célula de Reportagem

Fotos: Marcos Studart / Governo do Ceará

Sabrina Lima
Gestora de Célula / Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br/ (85) 3466.4898