Projeto e-Jovem será exposto na feira de tecnologia Campus Party, em São Paulo

29 de janeiro de 2016

Considerado exemplo de inovação e inclusão digital no Ceará, o projeto e-Jovem, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado (Seduc), será tema de seminário na Campus Party Brasil 2016, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.

24651908296 cf41760c1c zA apresentação está marcada para este sábado (30) e terá como expositores os colaboradores Átila Silva Lima e Alessandro Feitoza, sendo este último ex-aluno do projeto. A oportunidade servirá para mostrar, em nível nacional, as experiências exitosas alcançadas pelo e-Jovem, como a qualificação de 15 mil estudantes para o mundo profissional, desde o lançamento da iniciativa, em 2008.
 
Para ser apresentado na Campus Party, o programa da Seduc teve antes que passar por uma seleção, junto com diversas outras iniciativas de todo o Brasil, em que foram observados aspectos como: importância, inovação, grau de tecnologia e empreendedorismo. “Ter um espaço nesse evento é de toda forma uma vitória, uma oportunidade de levar mais conhecimento a outros cantos do país”, observa Alessandro Feitoza.
 
Ejovem Banner1Alcance 
Em média, 5 mil estudantes são formados anualmente pelo e-Jovem. Na prática, isso significa a inclusão de alunos e ex-alunos de escolas públicas no mercado de trabalho, na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Com foco no protagonismo juvenil, o programa desperta habilidades e valores necessários para que os estudantes se tornem cidadãos conscientes e dispostos a assumir papel proativo ao longo de suas vidas. A partir do 8º ano do ensino fundamental, os jovens podem fazer parte da iniciativa, que já abriu turmas em 105 municípios cearenses.
 
“Eu sou um exemplo. Filho de pescador e mãe analfabeta, fui aluno do e-Jovem e, com isso, ganhei profissionalização em Desenvolvimento e Software Livre, podendo assim ganhar meu espaço no mercado de trabalho. Hoje sou programador web e formador de conteúdo (Desenvolvimento) do Projeto. Além disso, mantenho uma comunidade chamada PHP com Rapadura, que visa de forma comunitária profissionalizar mais pessoas na linguagem de programação chamada PHP”, enfatiza Alessandro.
 
Software livre
Além da preparação para o mundo profissional, o e-Jovem tem também o objetivo de universalizar a cultura digital, por meio do uso de software livre. Este método consiste em utilizar programas de computador que podem ser executados, copiados, modificados e redistribuídos pelos usuários gratuitamente, conforme suas necessidades.
 
“O software livre é, antes de mais nada, um movimento social e politico, que visa democratizar o uso e o conhecimento de tecnologia. Seu código-fonte está aberto e livre para que possamos aprender como ele foi criado e, com isso, contribuir para a evolução do mesmo. O software livre ajuda as pessoas a cooperarem entre si, e não a competirem, fazendo assim um crescimento mútuo e comunitário”, explica o colaborador do e-Jovem.

A Campus Party acontece de 26 a 31 de janeiro de 2016 no Parque Anhembi, em São Paulo. Esta é a nona edição do evento.

28.01.2016

Assessoria de Comunicação da Seduc
imprensa@seduc.ce.gov.br

Fotos: Ascom / Campus Party

Sabrina Lima
Gestora de Célula / Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898