Segurança do paciente é tema de Fórum no Hospital de Messejana

22 de junho de 2016

As práticas diárias de trabalho que podem garantir a segurança do paciente é um dos temas em destaque no I Fórum de Segurança do Paciente – Implementação de Práticas Seguras, que acontece durante toda esta quarta-feira (22), no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, da rede pública do Governo do Estado. Participam do encontro profissionais que atuam na assistência direta aos pacientes e técnicos administrativos que trabalham no hospital. “A proposta dessa iniciativa é proporcionar que os servidores da casa incorporem valores relacionados à segurança do paciente, adquirindo mais conhecimentos, habilidades e atitudes, visando a promover uma cultura de segurança e o desenvolvimento de melhores práticas assistenciais para a prevenção e redução de eventos adversos”, ressalta Adriana Rocha Solon, coordenadora do setor Gerência de Risco do Hospital de Messejana.

Nesta manhã, o secretário adjunto da Saúde do Estado, Marcos Gadelha, ministrou a palestra “Cultura de segurança: ferramentas para a melhoria da qualidade”. Ele ressaltou que garantir a assistência segura evita danos aos pacientes. “O Hospital de Messejana está no caminho certo e já tem evoluído bastante porque investe na capacitação de suas equipes de trabalho neste sentido”, pontuou. A secretária da Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, também esteve presente no Fórum e ministrou a palestra “Desafie-se: dificuldade é uma questão de perspectiva”. “Os profissionais do Hospital de Messejana são extremamente comprometidos com a segurança dos seus pacientes. Essa prática envolve todas as instâncias do SUS, é um dos pontos de prioridade para avaliarmos a qualidade do que oferecemos, um eixo importante para que possamos proporcionar qualidade na assistência os usuários”, disse.

Durante a abertura, o diretor geral do hospital, Frederico Augusto de Lima e Silva, destacou a importância de realizar o evento com o foco no paciente e citou que atos que parecem simples são fundamentais para a saúde, assim como lavar as mãos e a correta identificação dos pacientes. Entre os palestrantes estava Níobe Maria Ribeiro Furtado, médica do Hospital Geral de Fortaleza, que na oportunidade falou sobre “Qualidade do cuidado à saúde e a segurança do paciente: históricos, conceitos e perspectivas”. Ela destacou que o tema é antigo, mas está em plena atualidade por sua importância. “Para trabalhar segurança em saúde é preciso dedicação por parte da instituição, paciente e profissional da saúde”. Ainda como parte da programação, os profissionais participam também de palestras sobre segurança no uso de medicamentos, cirurgia segura, higienização das mãos, prevenção de quedas, notificação dos eventos adversos para o planejamento das ações de um cuidado seguro e prevenção de lesão por pressão.

Para alcançar bons resultados e garantir a segurança do paciente, uma série de ações já são desenvolvidas no Hospital de Messejana, como a identificação de riscos através da notificação de eventos; capacitação permanente dos profissionais; implementação do plano de segurança do paciente institucional; instituição do Comitê de Segurança do Paciente para o desenvolvimento de boas práticas assistenciais, bem como atender a legislação pertinente; monitoramento de indicadores; elaboração da pesquisa de cultura de segurança, entre outros.

 

22.06.2016

Assessoria de Comunicação do Hospital de Messejana
Stella Magalhães  (85) 3101-4092

Assinatura coornenadoria matérias