Bandeira do desenvolvimento sustentável é hasteada pelo Governo do Ceará

26 de novembro de 2016

 

WEB TS7873 copyEm comemoração a um ano da adoção da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o Palácio da Abolição, sede do Governo do Ceará, foi palco, na manhã deste sábado (26), do hasteamento da bandeira dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O símbolo, juntamente com outros materiais de divulgação, foi enviado pelo Sistema das Nações Unidas no Brasil.

O Tenente José Cunha foi o comandante da guarda da Casa Militar que realizou o ato e falou sobre a responsabilidade do momento. “É um prazer para nós da guarda palaciana, que temos apenas quatro anos de existência estarmos aqui representando WEB TS7977 copyo estado do Ceará, o Brasil, contribuindo diariamente. O tema desenvolvimento sustentável é bem relevante, a questão do aquecimento global é séria, e nosso Estado como é um clima quente, precisamos colaborar nesse sentido e assim estamos fazendo”, disse.

Entre os dias 25 e 27 de setembro de 2015, a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, chefes de Estado e de governo de 193 países WEB TS7896 copyadotaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que compreende um conjunto de 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS foram construídos a partir dos resultados Rio + 20, bem como do legado dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Os ODS são integrados e indivisíveis, e perpassam, de forma equilibrada, as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. No contexto brasileiro, todos os ODS têm metas diretamente ligadas às responsabilidades dos governos estaduais e locais, em relação aos quais a Agenda 2030 reconhece papel fundamental.

Neste primeiro ano dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, mais de 50 governos – e também diversas empresas, cientistas e organizações da sociedade civil – intensificaram seus esforços para tornar os ODS centrais para suas políticas e ações.

Ceará e a nova Agenda 2030

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) já atuava no Ceará com os antigos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e há um ano trabalha para difundir e implementar a nova Agenda 2030.

Com apoio do organismo das Nações Unidas, o Ceará criou 17 núcleos municipais (General Sampaio, Tejuçuoca, Maranguape, Tabuleiro do Norte, Barbalha, Nova Olinda, Pacoti, Guaramiranga, Piquet Carneiro, Canindé, Ibiapina, Groaíras, Maracanaú, Eusébio, Barroquinha, Sobral, Caucaia) e um regional na região metropolitana de Fortaleza para disseminar os ODS.

O governo também conta com um núcleo estadual que realizou diversas reuniões com a participação de parceiros de variados setores e oficinas — que incluíram seminários de mobilização, workshops de planejamento, exibição de projetos e de indicadores e a formação de novos multiplicadores.

26.11.2016

Fotos: Tiago Stille / Governo do Ceará

Thiago Sampaio
Repórter / Célula de Reportagem

Expediente imprensa 23nov 2016-01