UTD Itinerante: jovens do Bom Jardim iniciam cursos de Robótica e Jogos Digitais

12 de Janeiro de 2017

Aula inaugural contagiou crianças e adolescentes, que de forma lúdica, estão aprendendo mais sobre Ciência e Tecnologia

 

Com apenas 13 anos de idade, Robson Saraiva já sabe muito bem o que deseja do futuro e por isso decidiu se inscrever no curso de Robótica oferecido pela “UTD Itinerante”. A ação tem o como objetivo de levar oportunidade de conhecimento aos jovens que vivem em bairros de maior vulnerabilidade social.

Robson é um dos alunos que participaram hoje (12) da aula inaugural dos cursos de Iniciação à Robótica e Jogos Digitais,  oferecidos para crianças e adolescentes de 10 a 16 anos do grande Bom Jardim, em Fortaleza. Essa é a segunda etapa da iniciativa realizada pela Universidade do Trabalho Digital, projeto da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

O garoto vê a oportunidade como um meio para resolver problemas no seu dia a dia em casa e futuramente no trabalho. Para ele, o curso vai trazer mais conhecimento e até pensamentos positivos para exercer as funções de engenheiro e arquiteto, que elegeu como profissões.

Ciência para uma vida melhor

A aula inaugural contou com as presenças dos secretários Inácio Arruda, da Secitece, e Fabiano Piúba, da Cultura. Durante parte da manhã os dois conversaram com alunos e professores, no Centro Cultural Bom Jardim, local onde são realizados os cursos.

Para Inácio, a “ciência é uma arte que deixa a vida melhor”. O secretário acredita que esses cursos podem ser oferecidos para esse público mais jovem, porque eles têm facilidade de programar e um potencial veloz de desenvolver tecnologia. “A primeira experiência no Vicente Pinzon demonstrou isso. A turma já sai com um aplicativo na mão resolvendo problema local da comunidade. E vai acontecer o mesmo aqui no Bom Jardim”, acrescentou.

Para Fabiano Piúba, a cultura, a ciência e a tecnologia devem estar juntas para possibilitar ações de cidadania. “Essa é uma ação de cidadania, de acesso, que tem as percepções tanto do conhecimento quanto da arte, tanto do conhecimento como da cultura. Ação de acesso e também de cidadania, de direito à cultura e ao conhecimento”, afirmou.

Futuro

Cada turma conta com dois instrutores que orientam os alunos em suas atividades. Leonardo Mota está dando aulas para a turma de Iniciação à Robótica e diz que o curso é uma oportunidade e um diferencial para esses alunos, pois a robótica está começando a entrar no mercado e aparecer em alguns colégios.

Otimista, o instrutor acrescenta: “Vamos mostrar para eles não só como desmistificar a robótica e a mecatrônica, mas também o conceito de eletrônica mecânica, que eles vão poder usar no futuro. Eles vão aprender a desenhar uma placa de circuito, uma peça e isso vai despertar neles que o estudo pode gerar um fim e esse fim pode ser uma vida digna, com um emprego digno e a formação de uma família”.

E é olhando para o futuro que a coordenadora da UTD, Jamaci Oliveira, diz que suas expectativas são as melhores possíveis. Ela faz questão de dizer que o trabalho com crianças e adolescentes é extremamente motivador e agregador para o amanhã. “Eles te dão retorno imediato. É o retorno do ‘brilho no olho’, do ‘quero mais’. Tudo que você faz com criança você não pode pensar só agora, tem que pensar no futuro”.

As aulas seguem até o dia 18/3 e são voltadas para crianças e adolescentes de 10 a 16 anos. Desta vez, o público adulto também será contemplado, com a oferta do curso “Informática para o Mercado de Trabalho”. Ao todo 70 pessoas serão beneficiadas.

Todo o material didático e o curso são gratuitos. As aulas ocorrem no Centro Cultural Bom Jardim – CCBJ, por meio de parceria da Secitece com a Secretaria da Cultura do Estado e o movimento Ceará Pacífico.

 MG 0050

12.01.2017

Maiane Almeida
Ascom/Secitece

Cynthia Cardoso Fontenele
Jornalista | 1982 JP/CE
85 98877-9710 (oi)
85 99737-9950 (tim)

Expediente imprensa 05dez 2016-01