Russas entrega selo a órgãos com brigadas contra o mosquito

13 de Fevereiro de 2017

O Governo do Ceará realiza mobilização permanente no combate ao mosquito Aedes aegypti

A Coordenadoria Regional de Saúde (Cres) de Russas fará nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, a entrega do Selo Saúde Prédio Saneado aos 29 gestores de órgãos públicos do município de Russas que estruturaram as brigadas de combate ao Aedes aegypti e estabeleceram a rotina de inspeção semanal dos prédios que abrigam esses órgãos para mantê-los livres do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika. A solenidade para entrega do selo acontecerá no Auditório do Centro Operacional de Endemias da CRES de Russas, BR 116 km 160, nº 2.120, bairro São João.

O Governo do Ceará realiza mobilização permanente no combate ao mosquito Aedes aegypti. Diversas ações foram implantadas, entre elas a criação do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Zika e Chikungunya, em 2015, pelo governador Camilo Santana. O Ceará foi pioneiro na criação de brigadas estaduais contra o mosquito em prédios públicos com vistoria a cada sete dias. Desde dezembro de 2015 foram capacitados mais de 3 mil brigadistas que fazem o combate ao mosquito transmissor em órgãos públicos federais, estaduais e municipais.

A Secretaria da Saúde do Estado apresentou em 30 de novembro do ano passado a atualização do Plano Estadual de Vigilância e Controle das Arboviroses 2017-2018, que define responsabilidades dos níveis estadual, regional e municipal quanto às ações de vigilância epidemiológica, vigilância laboratorial e controle vetorial de dengue, zika e chikungunya. O plano vai nortear Coordenadorias Regionais de Saúde e municípios do Ceará na resposta à ocorrência das doenças transmitidas pelo mosquito. Em janeiro deste ano, o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya realizou a primeira Oficina de Formação de Multiplicadores para o Enfrentamento ao Aedes aegypti, com participação de 30 representantes das instituições que compõem o Comitê.

Capacitação

Para este ano, estão ainda programadas diversas ações com representantes governamentais e da sociedade civil para ampliar o engajamento no combate ao mosquito. Além da formação de agentes multiplicadores, há também a capacitação das brigadas dos órgãos estaduais e de outras instituições (públicas e privadas), capacitação de 240 militares das Forças Armadas para atuar nas escolas estaduais e municipais, capacitações e formações em vigilância, prevenção, controle e assistência às arboviroses (doenças causadas por vírus transmitidos por artrópodes como o mosquito Aedes aegypti).

A mobilização e participação da população é de fundamental importância na prevenção e controle do Aedes aegypti. Os municípios são responsáveis pelo planejamento e pelas ações de combate ao mosquito, como por exemplo, as visitas de casa em casa, feita pelos agentes de endemias, e a pulverização de inseticidas. Mas cada cidadão também é corresponsável e precisa fazer vistorias periódicas em seus imóveis para evitar focos do mosquito.

Em 2016, o Ceará teve 37.731 casos confirmados de dengue, com 233 graves e 30 óbitos; 29.738 casos confirmados de chikungunya, com 19 óbitos, e 2.112 casos de zika, 92 deles em gestantes. No ano passado, o Ceará registrou queda de 63,70% na quantidade de casos graves  de dengue e redução de 58,33% no número de óbitos provocados pela doença.

De 1º de janeiro até quatro de fevereiro deste ano, foram notificados 2.139 casos de dengue, 200 casos (9,3%) foram confirmados (uma redução de 86,1% em relação aos 1.439 casos confirmados até igual período de 2016) no Ceará. Em 2017, até quatro de fevereiro, foram notificados 1.341 casos de chikungunya e 227 (16,9%) confirmados. Foram notificados também 70 casos suspeitos de Zika em oito municípios do Estado em 2017, sendo sete casos em gestantes.

 

banner todos contra mosquito2

13.02.2017

Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel  (85) 3101.5221 / 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Expediente imprensa 09jan 2017-01