PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Governo do Ceará capacita 334 novos empreendedores no Grande Bom Jardim

23 de março de 2018 - 15:55 # # # #

Assessoria de Comunicação da STDS
98878.8510 / 3101.2089 / 2099
imprensa@stds.ce.gov.br

Empoderar, incluir e dar visibilidade. Esta é a missão do Progerar Trabalho e Cidadania, programa realizado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e do Ceará Pacífico que, neste sábado (24), entregará 334 novos empreendedores ao Grande Bom Jardim. O Progerar utiliza a metodologia de capacitação massiva. Na ocasião, a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, e o titular da STDS, Josbertini Clementino, certificarão os jovens e lideranças comunitárias que participaram da capacitação.

“Acreditamos e investimos nos sonhos de cada um deles, e o resultado é a criação de 37 planos de negócios e sete projetos associativos, que representam não apenas um meio de renda, mas também um crescimento pessoal e coletivo. Nós temos um potencial enorme nas nossas periferias e precisamos dar o suporte necessário para que se desenvolvam” expõe Josbertini, que além de abrir o evento ao lado de Izolda Cela, assistirá as apresentações dos projetos elaborados pelos alunos.

Sonhar grande

Para a aluna do projeto, Lúcia Brito, o curso ampliou sua visão de mundo, além de prepará-la para novos desafios. “Precisamos sonhar grande, porque sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Aprendi nesta capacitação que o coletivo é mais importante que o individual, e nós só nos desenvolvemos plenamente com o outro”, explicou Lúcia Brito, que conseguiu aprovar no edital da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE) seu projeto de ótica voltada para portadores de necessidades especiais, idosos e crianças.

O curso teve a duração de quatro meses, sendo iniciado ao final do mês de novembro do ano passado e finalizado neste mês de março. Além da formação para empreender, os alunos tiveram acesso a diversos cursos específicos, dentre os quais: Produção de eventos, Corte e Costura, Elaboração de Projetos, Chocolateria, Bombeiro Hidráulico, Mecânica de Motos, Pintura e Textura em Parede e Design de Sobrancelha.

Coordenado por Sebastião Araújo, assessor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional da STDS, o curso de formação de empreendedores sociais, parte integrante do Laboratório organizacional de cursos, foi dividido entre aulas teóricas e práticas, com carga horária de 221 horas. No período de abril a dezembro, os alunos participantes das capacitações serão encaminhados para o SINE/CE, além de participarem de oficinas e receberem assessoramento para desenvolverem seus projetos. Doze alunos do Laboratório serão monitores/ instrutores em quatro oficinas para elaboração de perfis de projetos para 70 pessoas da comunidade.

Trabalho Autônomo

De acordo com o estudo “Trabalho Autônomo e Políticas Públicas em Regiões Metropolitanas, divulgado em novembro do ano passado pelo Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), 47,2% dos trabalhadores autônomos que residem na região metropolitana de Fortaleza são analfabetos ou tem o fundamental incompleto, e apenas 3% tem ensino superior. Os dados são reflexos de uma realidade desigual, e reafirmam o desafio dos gestores e da sociedade civil no enfrentamento deste problema social.

O Progerar iniciou em abril de 2016, período em que foram capacitados mais de 500 jovens do Grande Vicente Pinzon. O Projeto faz parte do leque de ações da STDS e do Ceará Pacifico, que estão realizando esta edição com apoio da empresa Sociedade do Bem Estar da Família (SOBEF), e de diversas entidades sociais do Bom Jardim.

Ceará Pacífico

Coordenado pela vice-governadora Izolda Cela, o Ceará Pacífico abrange programas, projetos e ações voltadas para a prevenção da violência e redução da criminalidade. Lançado em agosto de 2015, tem o objetivo de construir uma cultura de paz em todo o território cearense e vai operar a partir de políticas públicas interinstitucionais de prevenção social e segurança pública. A meta é a melhoria do contexto urbano, por meio de ações que possibilitem o monitoramento e a avaliação contínua da sociedade, criando condições de acolhimento para as populações mais vulneráveis e o enfrentamento da violência.

O eixo de atuação do Ceará Pacífico é a atuação integrada e compartilhada dos órgãos e entidades públicas estaduais, municipais e federais, junto da sociedade civil. O Pacto é realizado a partir de atividades conjuntas nas áreas de Segurança Pública e Defesa Social, Justiça e Cidadania, Direitos Humanos, Educação, Ciência e Tecnologia, Saúde, Política sobre Drogas, Cultura, Esporte, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, e Juventude.