PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Menopausa é tema de ação educativa do Centro de Diabetes e Hipertensão

7 de junho de 2018 - 14:22 # # # #

Ascom / CIDH/Lacen/ IPC - (85) 3101.1488

Com a chegada da menopausa, o corpo da mulher passa por algumas mudanças. E essas modificações podem afetar não só o corpo, mas também a saúde e algumas vezes o convívio social. Para as mulheres com diabetes e hipertensão, essa fase pode ser mais incômoda. Nesta sexta-feira, 8 de junho, o Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH), do Governo do Ceará, realizará uma manhã de atividades educativas, com tira-dúvidas e práticas de conhecimento corporal para facilitar o reconhecimento das mudanças no corpo e melhorar a qualidade de vida dessas mulheres durante o período da menopausa. A programação iniciará às 8h30, no CIDH.

Toda mulher passa por isso e é importante que todas saibam que isso é natural. “É comum que este período traga dúvidas e é mais comum ainda que a mulher pense que isso só acontece com ela. Com tantas questões que cercam essa fase, optamos por reunir um grupo, para que além das práticas corporais, as mulheres pudessem trocar experiências. É uma excelente forma de se reconhecer na outra”, comenta a fisioterapeuta do CIDH, Sandra Brasil.

O envelhecimento relaciona-se com o período da menopausa e pode acarretar um enfraquecimento funcional. O sedentarismo é um fator agravante. “Queremos orientar e estimular as mulheres durante o período do climatério. Sempre estimulando a prática de atividade física, assim como uma alimentação saudável e a manutenção do peso, para manter uma boa qualidade de vida e também como prevenção e alívio dos sintomas que a menopausa traz”, reforça Sandra.

Através do tratamento psicoterapêutico, a ação visa à melhoria dos sintomas durante o climatério, o auxílio no condicionamento muscular, na flexibilidade, na marcha, equilíbrio e postura, assim como no condicionamento respiratório. A atividade faz parte de uma série de ações educativas que estão sendo promovidas em comemoração aos 30 anos de assistência do CIDH à população.

Ambulatório

O paciente tem acesso ao ambulatório de fisioterapia por encaminhamento médico ou pelo setor de triagem do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão. “Há também aqueles que começam o tratamento por iniciativa própria por saber os benefícios. Todos os pacientes são submetidos a avaliação fisioterapêutica. O tratamento é feito duas vezes por semana”, informa Sandra.

Serviço

Orientação – Qualidade de vida para mulheres
Dia: 8 de junho (sexta-feira)
Horário: 8h30 às 12h30
Local: Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão – CIDH, Av. Silva Paulet, 2406, Aldeota, Fortaleza-CE