PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Apresentações de teatro encerram atividades da Mostra de Artes do Porto Iracema

17 de dezembro de 2018 - 14:52 # # # #

A MOPI Teatro acontece nos dias 18 e 19, nas sedes de dois grupos e no Teatro do Dragão do Mar

A última semana da Mostra de Artes do Porto Iracema (MOPI) terá como destaque quatro apresentações de teatro. Nesta terça-feira (18), o grupo Pavilhão da Magnólia faz a finalização de seu processo artístico no Laboratório de Teatro do Porto com a apresentação do projeto “Dramaturgias da Água e da Seca”, às 19h, em sua sede, a Casa Absurda. Já na quarta-feira (19), é a vez do grupo Bagaceira finalizar o “Inventário para poéticas futuras”, também às 19h e em sua sede, a Casa da Esquina. No mesmo dia e horário, o Teatro do Dragão do Mar recebe a estreia das peças “A mamãe aqui” e “Mar Lúcia”, dos alunos do Curso Básico de Artes Cênicas do Porto, desenvolvidas no programa Preamar. Todas as apresentações são gratuitas, com entrega de ingressos nos locais respectivos uma hora antes do início.

Abrindo a última semana da MOPI, no dia 18, o Pavilhão da Magnólia parte da obra clássica “O Quinze”, da escritora Rachel de Queiroz, para tratar da fragilidade humana e da força poética do sertão em “Dramaturgias da água e da seca”. A tutoria do projeto ficou por conta de Miguel Velhinho. Já o Grupo Bagaceira, motivado pela possibilidade de o coletivo acabar após 18 anos de atuação, leva ao público uma discussão sobre a ressignificação do fim com “Inventário para poéticas futuras”. O grupo abordará a ideia da morte no palco ao mesmo tempo em que estabelece um paralelo com o caos político do país, renovando a energia criativa e a existência do grupo. O projeto teve a tutoria de Alexandre Dal Farra. Será na quarta-feira, 19.

PREAMAR DE ARTES CÊNICAS

Os alunos do Curso Básico de Artes Cênicas não ficarão de fora. Durante o segundo semestre de 2018, dentro do Programa Preamar, eles produziram duas peças curtas, de aproximadamente 30 minutos cada. “A Mamãe Aqui”, com texto de Rafael Barros, direção de Gilvamberto Félix (UFC) e orientação de Maria Vitória; e “Mar Lúcia”, com texto de Rosana Braga Reis, direção de Lídia dos Anjos (UFC) e orientação de Tomaz de Aquino. Ambas trazem a mãe como figura central, em consonância com o tema “Poéticas do Feminino”, que norteou os trabalhos do Porto durante todo o ano.

Os três trabalhos serão apresentados na mesma noite, no dia 19, a partir das 19h, no Teatro Dragão do Mar, encerrando a MOPI Teatro. “A Mamãe Aqui” conta a história da feirante Tiaga que sonha ser prefeita de Capistrina para poder usar o carro oficial. Já “Mar Lúcia”, por sua vez, retrata uma família humilde composta por uma mãe que cria sozinha três filhos em idades escolares.

As peças são resultado de um processo formativo que percorreu todo o ano de 2018 e que trabalhou a integralidade das linguagens do mundo das artes cênicas, além de fortalecer a parceria institucional do Porto. Foram os percursos “Práticas do Ator” e “Ateliê de Escrita Dramática”, além de “Iluminação”, “Cenografia”, “Cenotecnia” e “Figurino”, cursos que integram o “Visualidades da Cena”, programa criado para abranger outras áreas além da atuação/performance e que foi realizado em parceria com o CCBJ e Thomaz Pompeu Sobrinho. Teve ainda o percurso de “Direção”, realizado em parceria com o Curso de Teatro da Universidade Federal do Ceará (UFC) por meio da disciplina Laboratórios de Direção.

SERVIÇO

O que: “Dramaturgias da Água e da Seca”, com Grupo Pavilhão da Magnólia
Quando: Terça-feira, 18 de dezembro, às 19h
Onde: Casa Absurda (R. Isac Meyer, n 108 – Aldeota)
GRATUITO

O que: “Inventário para poéticas futuras”, com Grupo Bagaceira
Quando: Quarta-feira, 19 de dezembro, às 19h
Onde: Casa da Esquina (R. João Lobo Filho, 62 – Bairro de Fátima)
GRATUITO

O que: Preamar de Artes Cênicas – Estreia de “A Mamãe Aqui” e “Mar Lúcia”
Quando: Quarta-feira, 19 de dezembro, às 19h
Onde: Teatro Dragão do Mar (R. Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)
GRATUITO