PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Vice-governadora abre Seminário internacional que discute experiências para a construção de cidades seguras

7 de junho de 2019 - 09:51 # # # # #

Ascom Vice-governadoria

Na noite desta quinta-feira (06), a Vice-Governadoria do Ceará, em parceria com o Instituto Aliança, abriu o Seminário Internacional “Cidades Seguras: Múltiplos Olhares”. O evento acontece no Centro de Eventos do Ceará, e tem como objetivo favorecer a discussão sobre a complexidade de construir cidades seguras, referenciadas em estudos e experiências nacionais e internacionais. O segundo e último dia do encontro ocorre nesta sexta-feira (07).

A vice-governadora Izolda Cela conduziu a solenidade de abertura e destacou a importância de espaços de reflexão. “É um evento que abre diálogos importantes. A gente precisa disso, desses espaços de reflexão, que trazem experiências nacionais e internacionais com foco específico na educação e na prevenção de violência”.

A diretora do Instituto Aliança, Ilma Oliveira, endossou o discurso de Izolda Cela. “Esse evento é de extrema relevância, principalmente pelo momento delicado que nós estamos vivendo em relação à violência. Temos que discutir as possibilidades, as saídas e estratégias com foco em uma cultura de proteção e cuidado, que já podem ser implementadas nos diversos locais. Devemos envolver toda a população nesse processo”, disse.

Entre as autoridades presentes no primeiro dia de seminário estão o vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan; a secretária de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França; a secretária da Educação, Eliane Estrela; o secretário de Cultura, Fabiano Piúba; o comandante-geral da Polícia Militar do Ceará, cel. Alexandre Ávila de Vasconcelos; o superintendente de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Aloísio Lira; além do superintendente do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas), Cássio Franco.

Conferência Magna

Após os discursos de abertura, houve a conferência “Jovens, escola e violência urbana: O olhar sobre as políticas públicas, fenômenos de poder e governança”. O conferencista foi o coordenador do Programa Nacional de Educação para a Paz (Educapaz) na Colômbia, Óscar Sánchez Jaramillo.

“Na América Latina existe um número grande de cidades que estão entre as mais violentas do mundo. A violência é um fenômeno que tem características comuns e alguns mitos que precisam ser desmistificados. Um deles fala que as juventudes, com suas formas de organização ou por questões culturais, dão origem às brutalidades. Quando na verdade são as organizações que comandam o tráfico de drogas que manipulam os jovens”, ressaltou Óscar Sánchez.

O seminário segue nesta sexta-feira (07) e conta com os painéis “Ideias que Iluminam: Experiências Nacionais e Internacionais” e “Construindo Cidades Seguras”. A ocasião terá nomes de relevância, como o diretor executivo do Centro Latinoamericano de Aprendizagem e Serviço Solidário, Enrique Ochoa; e o arquiteto, urbanista, compositor e poeta, Fausto Nilo e Michele Ramos, do Instituto Igarapé.

Pacto por um Ceará Pacífico e Instituto Aliança (IA)

O Estado do Ceará criou, em 2015, o Pacto por um Ceará Pacífico, elegendo seis territórios de intervenção para articular e executar ações de prevenção à violência e promoção da cultura de paz em territórios de alta vulnerabilidade. A proposta consiste em articular intervenções e políticas públicas nestes territórios identificados, com acompanhamento a médio e longo prazos.

Entre as ações realizadas em parceria entre o Governo do Ceará e o IA está o projeto que inclui a realização do diagnóstico no Curió/São Miguel com o apoio no fortalecimento e na estruturação do fluxo de proteção desta bairro; a realização de um Seminário contando com experiências internacionais para o aprofundamento no tema, com foco em possíveis soluções e uma ação em todas as escolas de ensino médio dos quatro territórios, com a inclusão das competências socioemocionais, emancipatórias e cidadãs no currículo dos estudantes.