PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ampliação de indústria calçadista vai gerar 500 empregos diretos no Ceará

3 de julho de 2019 - 09:30 # # #

Ascom da Sedet

O Ceará ganha destaque mais uma vez no cenário calçadista nacional. Com o intuito de gerar mais emprego e renda, foi assinado um convênio entre Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), e a Prefeitura de Solonópole para a construção de um galpão industrial no município. A estrutura será cedida em regime de comodato para a expansão da Neorubber Indústria de Sandálias.

Com matriz no Rio Grande do Sul, a empresa já atua Sertão Central desde 2014 gerando 250 empregos. Após expansão realizada com apoio da Prefeitura, 100 novos empregos diretos serão gerados, segundo o prefeito. Outros 400 postos de trabalho diretos serão criados a partir da entrega do galpão construído pela Adece.

De acordo com o presidente da Adece, Eduardo Neves, a estrutura a ser executada pela Agência será de 2 mil metros quadrados com previsão de entrega após 12 meses do início da construção. “A expansão representa o Ceará como referência no setor calçadista brasileiro. Temos credibilidade. Exemplo disso é que o mesmo grupo já investe no Ceará com a empresa Sugar Shoes, em Senador Pompeu”, enfatiza.

Já o galpão cedido pela Prefeitura de Solonópole tem 800 metros quadrados e deve começar a operar no segundo semestre deste ano, segundo o prefeito. A mão de obra existente em território cearense e os incentivos concedidos pelo Governo do Ceará são as principais justificativas da empresa para investir nos dois municípios, afirma o sócio diretor, Paulo César Diel. O grupo é formado ainda pelos sócios Rodaika Diel e Wagner de Oliveira.

Produção

Grandes marcas de renome fazem parte do portfólio da empresa, como Coca-Cola, Reserva, Be Forever, Rafithy, Jorge Bischoff, Loucos e Santos, Flamengo e Capricho. Com exportações destinadas a países da América Latina, a Neorubber produz, atualmente, 16 mil pares de calçados por dia. Após as ampliações o número deve saltar para 25 mil, comemora Paulo.

Exportações cearenses

Os calçados cearenses registraram alta de 10,3% nas exportações durante o período de janeiro a maio deste ano em comparação ao igual período do ano passado. No acumulado do ano, US$ 118,4 milhões foram vendidos para outros países.