PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Vice-governadora assina ordem de serviço para reforma de escola no bairro Henrique Jorge

8 de agosto de 2019 - 17:41 # # #

Ascom VicGov

A Escola de Ensino Fundamental e Médio Professor Paulo Freire, localizada no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza, vai passar por melhorias na sua estrutura. Na manhã dessa quinta-feira (8), a vice-governadora Izolda Cela, juntamente com a secretária da Educação, Eliana Estrela, esteve no local e assinou uma ordem de serviço para a reforma da instituição de ensino. O valor do investimento é de R$ 329.998,46.

O recurso será destinado para melhorias das instalações elétricas e dos vestiários, climatização das salas de aula, restauração dos pisos, acessibilidade nos banheiros, além de pinturas de portas, janelas e grades.

“Com essa reforma, vamos dar melhores condições de aprendizagem e conforto para os alunos. Além disso, a comunidade também será beneficiada, já que vai poder utilizar o equipamento. É nossa obrigação investir na educação e no bem-estar dos cearenses”, afirmou a vice-governadora Izolda Cela.

Já a secretária da educação, Eliana Estrela, endossou a fala da vice-governadora, ressaltando os esforços do Poder Executivo cearense para melhoria da educação. “Nosso estado é referência na área educacional não é à toa. Num momento em que o restante do país está cortando gastos, o Ceará está indo na contramão, investido cada vez mais na capacitação dos alunos e na melhoria dos espaços”.

As obras vão ter início imediato e um prazo de 90 dias para conclusão.

Outros investimentos

No ano passado, foram investidos mais de R$ 100.000,00 em estrutura na escola Paulo Freire. Foram reformados depósitos, refeitório, cozinha e piscina.

Presidente do grêmio estudantil, João Paulo Oliveira agradeceu os esforços das autoridades. “O trabalho que o Governo do Ceará vem fazendo é maravilhoso. Está preocupado e olhando, cada vez mais, para nós. É um momento de muita alegria”.

 

 

Ouça

Segundo Izolda Cela é uma forma de melhorar as condições dos alunos e de beneficiar também a comunidade, que também vai fazer o uso compartilhado do espaço.