Em menos de três meses, Mais Nutrição supera a marca de 75 toneladas de alimentos doados

20 de setembro de 2019 - 16:55 # # #

Governo do Ceará lança série de matérias especiais mensais enfocando os conceitos de um Ceará Inovador, Competitivo e Sustentável. A reportagem inicial do Ceará Sustentável conta como as doações do Mais Nutrição contribuem para o Projeto Alvorecer, em Maracanaú. Hoje, são mais de 60 entidades beneficiadas nos municípios de Fortaleza, Maracanaú e Caucaia e 75 toneladas de alimentos doados

Criado no último mês de junho com o objetivo de garantir a segurança alimentar de crianças e adolescentes atendidos por instituições de caridade, o Programa Mais Nutrição já beneficia mais de 10 mil pessoas acolhidas por 60 entidades nos municípios de Fortaleza, Caucaia e Maracanaú através do repasse de frutas, legumes e verduras, além do mix de legumes produzido na fábrica construída na Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa).

“É gratificante saber que o Mais Nutrição está alimentando crianças e jovens, atendidas por entidades que prestam relevante papel social no Estado. São projetos como esse que, muitas vezes, auxiliam o Programa Mais Infância Ceará na execução de ações voltadas ao desenvolvimento integral da nossa infância. Continuaremos trabalhando para fortalecer instituições que têm a missão de cuidar das nossas crianças”, afirma a Primeira-Dama, Onélia Santana, idealizadora do programa.

Só de frutas, legumes e verduras que apresentavam boas condições de consumo, mas não tinham aspecto estético para a comercialização, o programa já recebeu a doação dos permissionários da Ceasa e repassou às instituições mais de 75 toneladas. Em agosto foi iniciada a entrega do mix de legumes, que possibilita a produção de sopas e de outras receitas a partir da criatividade das entidades. O produto apresenta uma combinação de legumes desidratados, mantendo o teor nutricional dos alimentos, misturados ao macarrão doado pelo Grupo M. Dias Branco.

Umas dessas 60 entidades que já estão sendo abastecidas com as doações do programa é o Projeto Alvorecer, localizado em Jaçanaú, no município de Maracanaú. Fundado em 2006 para tentar suprir carências da comunidade, a instituição atende atualmente 362 pessoas, entre 3 e 22 anos, com a promoção de atividades de lazer, esporte, cultura, capacitação profissional e serviços sociais.

Secretária do Alvorecer, Stefânia Soares confidenciou que a ajuda do Mais Nutrição chegou em boa hora. “O dinheiro que estamos economizando com a ajuda dos alimentos estamos aproveitando para fazer manutenção nas instalações do projeto, contratar novos funcionários. O projeto oferece cursos de bateria, informática, futebol, karatê, jiu-jitsu, violão, teclado, contrabaixo e dança. Os participantes que escolhem o que querem aprender”, explica Stefânia.

Saborosa, saudável e de graça

Os produtos doados pelo programa têm se destacado não só pela ajuda financeira que representa para as instituições, mas também pelo sabor e valor nutritivo que os alimentos possuem. Cozinheira desde o início do Projeto Alvorecer, Liduína Rodrigues explica que o mix de legumes tem sido utilizado de maneira criativa para aumentar as refeições oferecidas diariamente. “A gente mistura com a feijoada, arroz, sopa, macarronada, farofa. Ele é ótimo. Tudo a gente coloca o mix. É rico em vitaminas pois vem vários tipos de legumes. É um produto muito bem-vindo para nós, pois nem todo mundo tem acesso a uma refeição dessa”, comentou a cozinheira. O projeto utiliza em cada almoço de um a dois quilos misturados com os demais ingredientes.

A forma como os legumes são processados na fábrica da Ceasa tem feito muita criança comer o que antes tinha objeção, como explica Stefânia Soares. “Muitas crianças não gostam muito de legumes, mas na forma que vem no mix os meninos estão adorando. Se deixar todos eles repetem. A alimentação ajuda bastante no desenvolvimento das crianças e que bom que o Governo do Estado vem ajudando nisso”.

Amigos inseparáveis no projeto, Guilherme Lima (10) e Pedro Oliveira (11) também comungam da opinião sobre o tempero do novo ingrediente do almoço. “A gente lancha quando chega e depois tem o almoço. A comida é muito boa e estou achando o sabor melhor ultimamente”, disse Guilherme, que tem como seu prato preferido no projeto a macarronada preparada também com o mix de legumes. No paladar de Pedro a novidade também não passou despercebida. “O feijão é outra coisa hoje em dia, o arroz também. Está tudo muito bom”, elogia.

Mais Nutrição

O programa está dentro do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia Santana. Ele foi estruturado para evitar o desperdício de alimentos, enfrentando a fome e promovendo alimentação saudável. O programa tem como objetivo manter um banco de alimentos in natura aproveitando os que seriam desperdiçados pelos comerciantes da Ceasa por questões meramente estéticas, mas que permanecem adequados ao consumo humano e com suas características nutricionais preservadas.

O mix é feito através da desidratação de legumes (mandioca, cenoura, batata, abóbora, beterraba), mantendo o teor nutricional dos alimentos e garantindo a proteína, carboidrato e micronutrientes do Mix de Legumes. A fabricação conta com a doação mensal de macarrão do Grupo M. Dias Branco. O mix tem ampla capacidade de atendimento, por ser de fácil e rápido preparo. Um quilo da mistura pode render até 80 porções para crianças. O prazo de validade para consumo é de um ano.

Programa Mais Nutrição inicia distribuição de alimentos “in natura” para entidades cearenses