PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Festival Internacional de Gastronomia Orgânica reúne produtores rurais, chefs de cozinha e público acadêmico

25 de setembro de 2019 - 14:45 # # # # #

André Gurjão - Ascom SDA Texto
Ariel Gomes Fotos

Festival Internacional de Gastronomia Orgânica

Na manhã desta quarta-feira (25), a primeira-dama do Estado Onélia Santana e o secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz, participaram da abertura do Ceará Organic Food Festival, em Fortaleza (CE). O Festival Internacional de Gastronomia Orgânica une, até a próxima sexta-feira (28), os sabores do campo ao conhecimento acadêmico num único evento, que contará com grandes atrações como Bel Coelho, apresentadora do programa Receita de Viagem, do canal TLC; Regina Tchelly, do projeto Favela Orgânica; e Maxime Michaud, abordando o tema “Consumo de Alimentos da Agricultura Orgânica na França”.

A partir da programação, o público formado por agricultores familiares, chefs de cozinha, acadêmicos, empresários do ramo da gastronomia e artesãos ainda conferem palestras, workshops, aulas-show, minicursos envolvendo temas relacionados ao cultivo agroecológico e estratégia de comercialização dos produtos orgânicos. O evento se divide em atividades na Feira de Negócios, do Hotel Praia Centro, e no Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), no bairro Praia de Iracema. “Comer é um ato político, produzir alimento é um ato de cidadania”, argumentou o coordenador da Fundação Cepema, Adalberto Alencar, destacando o trabalho realizado pela Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco.

“O Ceará hoje é uma referência em Gastronomia, porque Gastronomia só rima com Democracia. Gastronomia não rima com autoritarismo ou gente passando fome. A nossa maior Gastronomia é aquela que abastece as nossas escolas, que alimenta 400 mil trabalhadores na indústria e no comércio deste Estado. Isso foi o que aprendi com vocês, agricultores e agricultoras, num trajeto de 30 anos realizando um trabalho voltado à agroecologia”.

“(O Festival Internacional de Gastronomia Orgânica) É uma materialização da cooperação entre os governos da Suécia e do Estado do Ceará. Espero, sinceramente, que tenhamos grandes discussões e sintonias neste evento e que venha contribuir para exportação dos produtos orgânicos cearenses para Suécia”, definiu Johanna Brismar Skoog, representante legal do governo sueco no Brasil. De acordo com ela, o público sueco é “ávido” por novos fornecedores de produtos orgânicos.

Mais Nutrição

Em seu discurso, a primeira-dama Onélia Santana destacou ações voltadas à segurança alimentar e nutricional através do Programa Mais Infância. “O Mais Nutrição, por exemplo, surgiu de uma conversa com entidades e ONGs que realizam um trabalho em comunidades carentes e que atendem crianças e adolescentes. Há três meses iniciamos o programa com 30 entidades e, hoje, o Mais Nutrição já distribuiu cerca de 80 toneladas de alimentos para 60 entidades, melhorando a vida de 10 mil crianças”, descreveu a iniciativa com raio de atuação em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú.

O foco do programa é atingir o público mais vulnerável e, também, combater o desperdício que existia no entreposto da Ceasa em Maracanaú. “O governador Camilo Santana desenvolve ações que elevam o desenvolvimento agrário a sua forma mais plena”, argumentou o secretário De Assis Diniz ao comentar sobre um “grande salto”. “Produzir em grande escala, sem descuidar da qualidade do alimento, é uma missão que Secretaria do Desenvolvimento Agrário abraça da semente ao prato: da distribuição das sementes e mudas, pelo programa Hora de Plantar, até a comercialização dos produtos gerados a partir dos projetos São José e Paulo Freire”.

Também participaram da solenidade a secretária de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França; o secretário de Meio Ambiente, Artur Bruno; o deputado estadual Moisés Brás, representando a Assembleia Legislativa do Ceará; e Antônia Alves, representante da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Além destes, os presidentes da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa), Maximiliano Quintino; e da Empresa de Assistência Técnica Extensão Rural (Ematerce), Antônio Amorim.