PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

4 mil internos são certificados em cursos do Senai em unidade prisional do Ceará

16 de dezembro de 2019 - 14:46 # # # # #

Ascom SAP

Quatro mil internos foram certificados nesta segunda-feira (16), na Unidade Prisional Professor José Sobreira de Amorim, em Itaitinga. O evento foi realizado pela Secretaria da Administração Penitenciária, através da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, destacou a importância da qualificação e o intuito para que em 2020 o número de qualificações seja o dobro. “Nossa grande intenção para ano que vem é de oito mil detentos fazendo os cursos do Senai. Já temos fila de internos que desejam participar dessas qualificações”, afirmou.

Mauro enfatizou que tudo só é possível ser realizado com a disciplina e controle das unidades. “A partir do momento que o Estado tem o controle, é possível trazer o professor, indústria e capacitar os internos. O interno fica disponível para aprender, pois quando sair do presídio, já sai na frente com um certificado de qualidade do Senai”,concluiu.

Os apenados que receberam a qualificação foram contemplados pelo “”, realizado dentro de 14 unidades prisionais do estado, com cursos que abrangem várias áreas e que têm de 60 a 220 horas/aula. Presidente do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Paulo André Holanda, enfatizou a parceria entre o Senai e a SAP. “Parabenizo o secretário Mauro pela iniciativa da qualificação e de investir nessas pessoas. Alguns deles já tinham experiências, mas agora eles se aperfeiçoaram, estão qualificados e para nós é uma honra”, disse o presidente.

Coordenadora da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso, Cristiane Gadelha, parabenizou aos internos que aproveitaram essa oportunidade e podem sonhar com um futuro. “Fico muito feliz por eles optarem por uma carreira, acreditarem no projeto, e que logo depois de saírem daqui, eles terão uma oportunidade de emprego, pois nós também damos esse suporte”, garante a coordenadora.

As qualificações são de manutenção de computadores, manutenção de edificações, técnicas de pinturas de obras, instalação elétrica predial, instalação hidráulica, mecânica de ciclo otto, serralheiro de metais até corte e costura em tecido plano.

Voluntário da biblioteca, participante do Projeto “Livro Aberto”, Paulo Sérgio, também fez um curso profissionalizante do Senai, e já projeta um novo caminho ao ganhar a liberdade. “Conclui o curso instalação hidráulica, e através desse curso, criei uma nova perspectiva de vida lá fora. Aprendi uma técnica nova que vai me ajudar em um trabalho e também para solucionar problemas que surgirem em casa”, projeta.