PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Governo do Ceará aumentou folha da segurança em R$ 1,2 bilhão desde 2014

4 de fevereiro de 2020 - 15:26 # # # # # # # # #

Fhilipe Augusto - Texto
Tiago Stille - Fotos

Os números são relativos ao crescimento da folha salarial com profissionais da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Pefoce e Polícia Civil, entre os anos de 2015 e 2019

O governador Camilo Santana afirmou nesta terça-feira (4), em seu bate-papo com a população através das suas redes sociais, que o Governo do Ceará vem trabalhando em cima de um planejamento para a reestruturação das carreiras dos servidores dos órgãos estaduais de segurança pública, que vai demandar um investimento de R$ 440 milhões nos próximos três anos. O chefe do Executivo estadual aproveitou também para destacar que, nos últimos cinco anos, o Estado teve um incremento de um bilhão de reais na folha salarial só com profissionais da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Pefoce e Polícia Civil.

Em 2014, o investimento foi R$ 1,36 bilhão. Em 2019, foi  2,54 bilhões. Portanto, o aumento foi de cerca de R$ 1,2 bi. Isso significa 86% de aumento com gasto de pessoal no governo Camilo Santana. “Isso aqui é só com pessoal, não é em investimento com carros, motos, armas, helicópteros e em batalhão novo que fiz”, reforça Camilo.

O governador lembrou que no final de janeiro foi apresentada uma proposta de reestruturação para os comandantes das corporações dentro dos limites que o Governo do Ceará definiu para o gasto pessoal. “Colocamos um teto de gastos que é possível o Ceará suportar para aumento de uma reestruturação da carreira dos órgão de segurança e definimos isso em algo em torno de R$ 440 milhões até 2022. Ficou a cargo de uma equipe técnica dividir esses valores dentro da reestruturação de toda a carreira. Tenho feito um esforço para que a gente possa garantir que haja uma melhoria salarial dos profissionais de segurança pública”, explicou.

Camilo também citou a conquista dos militares com lei das promoções sancionada por ele. “Promovi 20 mil homens e mulheres nesses cinco anos. Não existe um estado dessa Federação que tenha uma lei de promoções como o Ceará”, frisou. Apenas em dezembro último foram 3.037 promovidos, com impacto na salarial superior aos R$ 165 milhões. “Teve policial que já foi promovido no meu governo três vezes. Isso mostra a importância que dou para a categoria”, pontuou.

Quase concluído

Ainda durante o bate-papo, Camilo Santana comunicou que o pacote de recuperação de rodovias, lançado pelo Governo do Ceará no meio de 2019, já atingiu 86% do trabalho previsto. Com um investimento de quase R$ 220 milhões, a iniciativa está beneficiando diretamente a população de 86 municípios cearenses. No total, 1.732 km de CEs passarão por serviços que incluem pavimentação, revestimento asfáltico e sinalização.

“De todo aquele pacote de recuperação de rodovias que apresentamos ano passado já estamos com 86% concluídos. Já foram entregues 516 km totalmente sinalizados e recuperados. Seis trechos, com 206 km, estão concluídos e em fase de sinalização, mais nove trechos (232 km) já estão pavimentados e aguardando sinalização, 14 trechos (485) já estão com a recuperação da pavimentação em andamento”, informou o governador.

 

Ouça:

O chefe do Executivo estadual aproveitou também para destacar que, nos últimos cinco anos, o Estado teve um incremento de um bilhão de reais na folha salarial só com profissionais da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Pefoce e Polícia Civil.

O governador lembrou que no final de janeiro foi apresentada uma proposta de reestruturação para os comandantes das corporações dentro dos limites que o Governo do Ceará definiu para o gasto pessoal.

Camilo Santana também citou a conquista dos militares com lei das promoções sancionada por ele.

Ainda durante o bate-papo, Camilo Santana comunicou que o pacote de recuperação de rodovias, lançado pelo Governo do Ceará no meio de 2019, já atingiu 86% do trabalho previsto. Com um investimento de quase R$ 220 milhões, a iniciativa está beneficiando diretamente a população de 86 municípios cearenses.