PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Comunidades tradicionais da zona costeira recebem 860 cestas básicas

11 de maio de 2020 - 18:22 # # # #

Ascom SPS

Em meio à pandemia, a solidariedade abre caminhos. Povos e comunidades tradicionais da zona costeira de oito municípios do Ceará receberam, neste fim de semana, 860 cestas básicas, além de itens de higiene e limpeza. Foram contempladas na ação nove comunidades pesqueiras, uma aldeia indígena e três comunidades quilombolas. Todo o material da doação foi arrecadado pelo Instituto Terramar em ações com a sociedade civil, por meio da Campanha Pescando Solidariedade. O transporte e a entrega foram realizados na última sexta e sábado pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), através da empresa Confiança.

“Com esta ação nós estamos alcançando as comunidades que estão em situação de maior vulnerabilidade social e que precisam de apoio para garantir seu direito ao isolamento e autoproteção. Parabenizamos as pessoas e instituições da sociedade civil que com solidariedade e empatia fizeram suas doações para ajudar esta grande rede de proteção social”, frisa a coordenadora de Políticas Públicas para Igualdade Racial da SPS, Zelma Madeira, que também lembra da satisfação em poder contribuir com o transporte para garantir a entrega dos alimentos as 860 famílias contempladas.

“A crise econômica, social e sanitária provocada por esta pandemia também pode ser vista como um alerta para que a sociedade tenha novos olhares para com os povos tradicionais e segmentos em situação de vulnerabilidade”, pontua Zelma Madeira.

Para Cristiane Faustino, que faz parte da coordenação do Instituto Terramar, a Campanha Pescando Solidariedade só funciona com o esforço coletivo. “Nós só conseguimos chegar até aqui porque trabalhamos juntos e acreditamos na humanidade das pessoas. Agradeço de coração a todos que colaboraram com suas condições materiais e engajamento para que assim como nós, as comunidades tradicionais costeiras e pesqueiras possam também manter-se em isolamento social”, explica.

Foram contemplados na ação os municípios de Itapipoca, Acaraú, Aracati, Camocim, Amontada, Aquiraz, Beberibe e Fortim. Além do Instituto Terramar, participam do grupo de trabalho de enfrentamento aos conflitos na zona costeira mais de 30 lideranças comunitárias das praias, estuários e manguezais colaborando na concepção, criação e divulgação da Campanha Pescando Solidariedade.⁣