PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Visibilidade: SPS promove webinário para construção de políticas para mulheres lésbicas

24 de agosto de 2020 - 16:18 # # # #

Ascom SPS

Mulheres lésbicas vêm reivindicando representatividade e visibilidade para afirmarem suas identidades dentro de uma sociedade que ainda segue os padrões heterossexuais. Nesta semana, quando se celebra o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica (29 de agosto), a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para LGBT, promove o I Webinário da Visibilidade de Mulheres Lésbica e Bissexuais: dialogando com os movimentos sociais na construção de um Ceará de todas, livre de lesbofobia. Para participar do evento, que ocorre nos dias 27, 28 e 29 deste mês, basta se inscrever no link.

Serão três dias de debates com advogadas, artistas, professoras e assessoras de direitos humanos, fazendo um resgate histórico sobre o movimento lésbico, tratando da invisibilização dessas mulheres e passando por temas como sexualidade e envelhecimento das mulheres lésbicas. As conversas serão transmitidas através do youtube (/spsceará) e todos os temas tentarão falar sobre o recorte de raça, gênero e classe, para se pensar em políticas para promoção e defesa dos direitos das mulheres lésbicas.

Para a secretária-executiva de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da SPS, Lia Gomes, que participa da mesa de abertura do encontro, é necessário falar sobre quem são as mulheres lésbicas, quais suas vivências e que formas de violência e discriminação elas sofrem, para que, partindo deste lugar de escuta se possa construir políticas públicas eficazes e que contemplem de fato este segmento. “Além de articular estes debates, o nosso papel é de escuta, para que possamos juntas construir políticas que protejam as mulheres lésbicas e suas diversas identidades, desarticulando preconceitos enraizados na sociedade através do machismo, patriarcado, lesbofobia e do racismo”.

A técnica da Coordenadoria de Políticas Públicas para LGBT da SPS Lucivania Sousa, ressalta a importância desta programação para fortalecer a pauta. “Através deste Webinário estamos dialogando com as mulheres lésbicas e também fortalecendo e ampliando articulações, arranjos e pactos por intermédio da campanha Ceará de Todxs. Estamos falando de um segmento que sofre cotidianamente diversas violações de seus direitos, além dos apagamentos, invisibilidades e silenciamento de suas trajetórias e vivências”, expõe Lucivania Sousa.

Quem Participa

Participam do encontro: Alice Oliveira, lésbica, feminista, fotógrafa etno-social; Mitchelle Meira, militante lésbica, feminista e secretária LGBT do PT Ceará; Ivna Costa, advogada com ênfase em Direito de Família e Sucessões e Secretária Geral Adjunta da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB/CE; Larissa Mesquita, apresentadora, produtora e membra do Rádio Sapabar; Renata Queiroz Maranhão, professora e pesquisadora da Universidade Estadual do Ceará (Uece); Yasmin Oliveira, advogada de Direito do Trabalho, Sucessões e Família; Fernanda Colares, advogada, feminista, militante lgbtqia+, escritora e membro da Associação Mães pela Diversidade; Valéria Lira, militante lésbica, ativista independente, feminista e jogadora de futebol; e Tayane Sales, advogada, presidente da Comissão da Diversidade – Instituto Brasileiro de Família – (IBDFAM/Ce).

A artista visual e educadora Fernanda Meireles; a artista e educadora popular, Dhanny Marinho; a pedagoga e educadora popular, Cláudia Viana; a advogada popular e mestra em Direitos Humanos e Cidadania, Luanna Marley; a estilista, militante da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas, Erika Loka; a advogada Kamila Carvalho; a diretora estadual do MST no setor de relações públicas e no coletivo LGBT Sem Terra, Irineuda Lopes; a professora e especialista em marketing, Ana Benício; a assessora técnica do Núcleo de Oncologia da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, Ana Valéria Mendonça; e Lúcia Bertini, assessora de Direitos Humanos na SPS.

Programação

27/08-

Manhã, de 9h às 9h30 – Mesa de Abertura com a Secretária Lia Gomes – SPS; Narciso Júnior – Coordenador COELGBT; Iasmin Oliveira OAB diversidade; Renata Maranhão – Universidade Estadual do Ceará (UECE); Alice da Articulação Brasileira de Lésbicas; Ana Benicio do Terceiro Setor; Cláudia Viana – União Nacional LGBT e Mitchelle Meira da Marcha Mundial das Mulheres.

10h às 12h – Resgate histórico do Movimento Lésbico no Ceará, com Manuela Paes – Enfermeira em atuação no Ambulatório Ser Trans, membra do Conselho Nacional de Saúde pela Comissão de Ciclos de Vida, militante da UNALGBT CE; Alice Oliveira – Articulação Brasileira de Lésbicas e Mitchelle Meira – Marcha Mundial das Mulheres.

Tarde, de 13h30 às 16h30 – Lesbianidades e Territorialidades Adversas e Lesbianidades no meio rural : Processos de (in) visibilização da existência lésbica, com Renata Maranhão – Professora/pesquisadora da Uece/Facedi. Coordenadora do Grupo de Estudos sobre a Heteronormatividade nas Escolas – GEHE. Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará realizando a tese “o sair do armário de lésbicas em uma zona rural” e Neidinha Lopes do Coletivo LGBT Sem Terra e da Direção Estadual do MST.

28/08

Manhã, de 9h às. 11h30 – Mulheres lésbicas em Privação de Liberdade: A (in) visibilidade lésbicas e o sistema penal, com Erika Loka – Estilista, feminista ; Luana Marley – Advogada popular; Mestra em Direitos Humanos e Cidadania pela UnB; pesquisadora do Núcleo de Estudo sobre Diversidade Sexual e Gênero (NEDIG/CEAM) da UnB; integrante da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares (Renap ) e Lúcia Bertini – Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará – Assessora de Direitos Humanos da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos.

Tarde, de 13h30 às 15h30 – Desafios contemporâneos / Famílias lésbicas e bissexuais e o Processo de Adoção, com a advogada Fernanda Colare s e Ana Benicio. da Ong Acalanto Fortaleza.

15h30 às 17h30 – Violência doméstica no período de quarentena, com Dhanny Marinho; Kamilla Carvalho; Michelle Meira e Ivna Costa.

17h30 às 18h30 – Esporte Inclusão e Respeito: Não a Lesbofobia, com Tayane Sales e Valéria Lira.

29/08

Manhã, de 9h às. 10h30 – Empreendedorismo Lésbico em período de pandemia, com a apresentadora e produtora, Larissa Mesquita; a artista visual e educadora, Fernanda Meireles e Ana Benicio.

10h30 às 12h – Corpo, sexualidade e envelhecimento / Saúde da Mulher Lésbica: vulnerabilidade e violações dos corpos lésbicos na saúde, com Valéria Mendonça e Manuela Paes: Sexualidade e envelhecimento das mulheres lésbicas, com Cláudia Viana.