PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Porto do Pecém volta a receber navios da Petrobras com combustível líquido

17 de dezembro de 2020 - 15:19 # # # #

Fhilipe Augusto - Texto
Ascom Casa Civil - Fotos

As operações de transbordo da Petrobras começam em fevereiro de 2021 e vão movimentar, inicialmente, 200 mil m³ de combustível por mês, com perspectiva de ampliação

A partir do próximo mês de fevereiro, o Porto do Pecém vai voltar a receber navios de grande porte carregados com combustível líquido para realizar operações de transbordo, modalidade conhecida como ship to ship (de navio para navio). A informação foi repassada ao governador Camilo Santana, nesta quinta-feira (17), pelo presidente da Petrobras, Roberto Castelo Branco. Há seis anos que o estado não recebia embarcações para esse tipo de atividade. Inicialmente, serão movimentados 200 mil m³ de combustível por mês.

“Vínhamos dialogando com a Petrobras para a retomada dessa operação, que será muito importante para a empresa e representa ganho econômico para o Ceará, que passará a enviar combustível para comercialização em estados do Norte e Nordeste”, comentou Camilo. Inicialmente, o Porto do Pecém deverá receber três navios por mês, mas com perspectiva de ampliação já para os próximos meses.

O presidente do Complexo do Pecém (CIPP S/A), Danilo Serpa, explicou como acontecerá a operação. “São navios maiores que vão chegar ao Brasil com combustível líquido e vão passar para navios menores levarem para estados das regiões Norte e Nordeste. É uma operação muito importante para o porto, porque, num mesmo berço, você atraca dois navios – o menor ao lado do maior”, detalhou Serpa. O secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará, Maia Júnior, e o presidente da Transpetro, Gustavo Raposo, também participaram do encontro.

Complexo do Pecém

O Complexo do Pecém é, atualmente, uma joint venture formada pelo Governo do Ceará (70%) e pelo Porto de Roterdã (30%). No local, concentra-se uma área industrial, o Porto do Pecém e a ZPE Ceará, que está passando por uma ampliação com a criação do Setor II.

Ainda durante a reunião de hoje, o governador Camilo Santana ressaltou os bons resultados que estão aparecendo com o trabalho feito na região para transformar o local em um importante elo de ligação entre o mercado local e o exterior. “Com os investimentos na ampliação e modernização que temos realizado, aliado à parceria com o Porto de Roterdã, o Porto do Pecém tem ampliado as exportações e se consolidado como portão de entrada e saída de cargas do Norte e Nordeste”, destacou Camilo Santana.

 

Ouça:

O presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, Danilo Serpa, explicou como acontece o processo do transbordo.

Danilo Serpa, comentou como vai funcionar a operacionalização e qual o foco da iniciativa.