PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

White Martins envia oxigênio produzido na ZPE Ceará para auxiliar demanda de Manaus

15 de janeiro de 2021 - 13:25 # # # # # #

Áquila Leite e Celso Tomaz - Ascom Complexo do Pecém Texto ZPE Ceará e White Martins - Fotos

Maior unidade do Brasil e uma das maiores da América Latina, a planta da White Martins localizada na ZPE Ceará (Zona de Processamento de Exportação) – empresa subsidiária do Complexo do Pecém (CIPP S/A), joint venture formada pelo Governo do Ceará e pelo Porto de Roterdã, passa a enviar, semanalmente, 70 mil metros cúbicos (m³) de oxigênio para atender a demanda gerada pela grave crise de saúde vivida por Manaus, que carece do gás em hospitais públicos e privados. De acordo com a empresa, a primeira remessa de carretas de oxigênio já foi enviada, na última terça-feira, 12, para Belém, no Pará, de onde seguirá com destino à capital manauara. Uma segunda remessa foi enviada nesta quinta-feira, 14, seguindo a mesma logística.

Uma das maiores fornecedoras de oxigênio hospitalar do Brasil, a White Martins também possui unidade instalada em Manaus, mas, devido à alta demanda gerada pelos crescentes casos da Covid-19 na cidade, a empresa decidiu reforçar o fornecimento local com gases produzidos em outros estados, como é o caso da unidade da ZPE Ceará, que tem capacidade total de produzir mais de duas mil toneladas de gases por dia. Além do oxigênio, o nitrogênio, dedicado à preservação do sangue e tecidos vitais, também é produzido na planta local.

“A White Martins é uma das empresas instaladas na nossa ZPE Ceará, a única zona de processamento de exportação em atividade hoje no Brasil. Em dias normais, esse oxigênio é produzido para atender a demanda de outra empresa instalada na região: a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Mas diante dos desafios impostos pela pandemia, a White Martins acaba assumindo um importantíssimo papel na missão de salvar vidas. Vivemos uma realidade em que a solidariedade e o olhar para o outro é o que realmente importa. Assim, é um orgulho saber que uma de nossas empresas instaladas está contribuindo diretamente para salvar vidas e auxiliando a população de Manaus nesse cenário tão difícil”, pontua Danilo Serpa, presidente do Complexo do Pecém (CIPP S/A).

A White Martins representa, na América do Sul, a Linde, maior empresa global de gases industriais e engenharia. A unidade instalada na ZPE Ceará detém clientes principalmente nas regiões Norte e Nordeste, sendo a CSP um dos mais importantes. Além da indústria, a empresa atende a setores essenciais para a população, como é o caso da produção de gases para a saúde.

Envio ágil e eficiente

Segundo a diretora de operações da ZPE Ceará, André Freitas, a empresa já tem trabalhado para que toda a logística de transporte dos cilindros seja feita de maneira ágil e eficiente, em virtude da urgência da situação. “Nós que somos responsáveis pela área de operações da ZPE Ceará estamos empreendendo todos os esforços necessários para que o envio desse oxigênio seja um sucesso. Estamos em contato permanente com o setor operacional da White Martins para garantir que tudo seja feito de maneira mais célere possível, principalmente porque estamos lidando com vidas”, diz.

“Importante ressaltarmos, também, que a ZPE Ceará não parou suas atividades em nenhum momento durante a pandemia, porque sempre tivemos esse compromisso de assegurar o atendimento de todos que, de alguma forma, dependem do que é produzido aqui”, conclui Andreá Freitas. O envio do oxigênio produzido pela White Martins na ZPE Ceará será feito até que a demanda da rede hospitalar de Manaus seja inteiramente atendida.

 

 

Ouça

Segundo Andrea Freitas, diretora de Operações da ZPE Ceará, as operações de envio do oxigênio estão acontecendo de forma célere para garantir que se possa salvar vidas na capital amazonense.