PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Mais uma alternativa de contracepção, HGCC realiza vasectomia no setor ambulatorial

25 de fevereiro de 2021 - 13:17 # # # # # # #

Wescley Jorge - Ascom HGCC - Texto
Thiago Freitas - Fotos

HGCC oferece método contraceptivo masculino no ambulatório de Planejamento Familiar e de Assistência à Saúde Masculina

Pouco mais de 30 minutos e o procedimento está finalizado. O paciente sai normalmente e já é liberado para casa, com recomendação de repouso. Mas, no dia seguinte, a rotina volta à normalidade. É desta forma que se resume o pós-cirúrgico da vasectomia, intervenção realizada no ambulatório do Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O método contraceptivo masculino está ligado ao ambulatório de Planejamento Familiar e de Assistência à Saúde Masculina.

“O HGCC possui uma maternidade referência para pacientes com gestações complicadas, casos graves e complexos. Essas mães, muitas vezes, não podem ou não devem filhos novamente e, por isso, resolvemos oferecer mais essa oportunidade, uma via a mais de contracepção para não ficar tudo sobre a mulher”, explica Francisco José Cabral Mesquita, médico urologista da unidade.

Mick Douglas Acioly de Oliveira, de 43 anos, tinha o interesse de fazer a cirurgia, mas acreditava ser um processo burocrático. Há dois anos, depois de uma gravidez inesperada e de risco da esposa, além de problemas congênitos com o bebê, que não resistiu, ele resolveu fazer a vasectomia para que a esposa não se submetesse à ligadura. “A gente conversou com a psicóloga, com as assistentes sociais, com o médico. Numa reunião, doutor Mesquita explicou para a gente toda a situação e depois ficamos só aguardando a ligação”, conta.

Mick Douglas resolveu fazer a vasectomia para que a esposa não se submetesse à ligadura após uma gravidez de risco

Na quinta-feira (18), tranquilo e sem nervosismo, ele diz ficado satisfeito com o procedimento — que anteriormente precisou ser adiado por causa da pandemia. “Eu achei muito bom. Excelente atendimento. É um procedimento simples, que é rápido e que ocorreu tudo bem”, relata Mick Douglas.

Vasectomia

O processo de contracepção masculina e feminina é regulamentado pela Lei Federal Nº 9.263, de 1996, que aponta os critérios que devem ser observados para a realização do procedimento, no caso da vasectomia.

Devem ser considerados o tempo mínimo de 60 dias entre a primeira consulta e a cirurgia, a idade do paciente, de no mínimo 25 anos, e que o casal tenha dois filhos vivos, além do consentimento da esposa.

Entre os critérios que devem ser considerados para a cirurgia está o tempo mínimo de 60 dias entre a primeira consulta e o procedimento

No HGCC, o paciente, encaminhado pela Central de Regulação do Estado, recebe atendimento da equipe multiprofissional, composta por assistente social, enfermeira, técnico de enfermagem, psicóloga e médicos. Ele passa por consulta inicial com o médico urologista; entrevista individual e em casal, com a psicóloga; e conversas com assistente social para documentação e autorização.

Serviço

Serviço Social Ambulatorial: (85) 3101-5408