PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Governo do Ceará vai selecionar agentes sociais dentro do Programa Mais Infância

30 de março de 2021 - 18:27 # # # # # # # #

Antonio Cardoso - Comunicação Institucional - Texto
Ariel Gomes - Fotos

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (30) a proposta do Governo do Ceará para a contratação de agentes sociais do Programa Mais Infância Ceará. O objetivo é potencializar os resultados esperados do Cartão Mais Infância, possibilitando a inserção de famílias assistidas em outras políticas públicas sociais relacionadas à saúde, educação, habitação, ao emprego e renda, e à assistência social, dentre outras.

O agente vai atuar na execução do programa de transferência de renda no âmbito municipal, articulando, apoiando, monitorando e avaliando ações e projetos intersetoriais, que visam a melhoria da qualidade de vida e a promoção do desenvolvimento, contribuindo para superação da extrema pobreza.

A participação desses agentes na ação do Cartão Mais Infância se dará a partir de seleção simplificada. As atribuições a serem desempenhadas, quantitativo de vagas, bem como o valor da bolsa de apoio serão especificados em edital. Para se candidatar o profissional deve ser graduado, ter conhecimento na área de desenvolvimento infantil, boa comunicação interpessoal, habilidade de trabalhar em equipe e facilidade na condução de reuniões e grupos.

“O Cartão Mais Infância é uma importante ação da política de desenvolvimento infantil. Uma das ações do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia Santana, o Cartão incorpora sempre alterações que tragam melhorias ao processo. É nesse sentido que criamos os agentes sociais, profissionais com conhecimento técnico que irão nos auxiliar nesse diálogo com os municípios e as diversas secretarias e instituições municipais. Tenho certeza que isso irá fortalecer o atendimento integral e integrado das crianças e suas famílias, promovendo o desenvolvimento infantil e a garantia dos direitos dessa população”, destaca Socorro França, titular da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).