PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Equipamentos adquiridos pela Sesa possibilitam que Lacen realize cerca de três mil análises diárias

8 de abril de 2021 - 10:40 # # # # #

Suzana Mont'Alverne - Ascom Sesa Texto
Fabio dos Santos Arte gráfica

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), adquiriu dois termocicladores que vão possibilitar a realização diária de, aproximadamente, três mil análises de RT-PCR para Covid-19. Os equipamentos contemplarão também exames de outras doenças que chegam ao laboratório. Desde o início da pandemia, 414.991 análises foram feitas no Lacen com aparelhos cedidos pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

O aumento da capacidade de testes auxiliará nas tomadas de decisão tanto na parte assistencial como na vigilância. “A compra desses termocicladores pela Sesa para o Lacen é de extrema importância frente à pandemia pela Covid-19. Os equipamentos possibilitam que o Ceará realize um número maior de exames e dê mais agilidade aos resultados”, explica Liana Perdigão Mello, diretora do laboratório.

A farmacêutica e especialista em Gestão Pública e Desenvolvimento Gerencial complementa: “A estratégia de testagem da população é uma das maneiras mais eficazes para o controle da pandemia. Somente dessa forma é possível identificar os infectados, isolá-los e evitar a transmissão”.

A expansão da vigilância laboratorial no Ceará se solidifica com a compra dos equipamentos, de acordo com a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida. “A compra desses aparelhos pelo Estado sedimenta a vigilância laboratorial das doenças e agravos transmissíveis. Além dos dois já adquiridos para o Lacen em Fortaleza, temos ainda um outro semelhante, que faz parte de um projeto com o Ministério da Saúde, para o Cariri, que é a região em que temos mais dificuldade de logística para envio das amostras”.

Termociclador

O termociclador é um equipamento utilizado em técnicas baseadas na manipulação ou identificação de DNA/RNA. “O aparelho executa uma etapa chamada ‘Amplificação de DNA/RNA’, que ocorre pela indução de reações em cadeia da polimerase, ou PCR, através da temperatura. Essa reação produz cópias exatas de segmentos específicos do DNA/RNA em estudo”, descreve Liana.