PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Campanha Fortaleza sem Fome busca apoio para associações que atuam no combate à fome

9 de abril de 2021 - 16:05 # # # # # # #

Izakeline Ribeiro - Ascom EGSIDB - Texto

Ação da Escola de Gastronomia Social incentiva doações a projetos sociais que atuam na produção e distribuição de refeições para comunidades vulneráveis

Após completar um ano no Brasil, a pandemia da Covid-19 continua e se apresenta mais grave, impactando vidas e acentuando as desigualdades sociais. Dados da FGV Social apontam que cerca de 12,8% dos brasileiros estavam na linha da pobreza em janeiro deste ano.  A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), instituição da Secult (Governo do Ceará), gerida pelo IDM, tem acompanhado essa realidade de perto com a formação Cozinha Social, voltada para empreendedores sociais.

A formação da 1ª turma foi concluída em março e a Escola lançou a campanha “Fortaleza sem fome” para que aqueles que puderem, colaborem com a continuidade das atividades das associações. “Com o nosso suporte, os selecionados tiveram formação e apoio financeiro para produzir e distribuir marmitas em suas comunidades de atuação. Agora é hora da sociedade se unir a esses empreendedores sociais para que suas atividades tenham o suporte necessário para continuar”, afirma Selene Penaforte, superintendente da EGSIDB.

Representantes de dez associações participaram de aulas teóricas, tutorias e atividades práticas orientadas para a produção e distribuição de refeições para comunidades vulneráveis em diferentes regiões de Fortaleza. Mais de 66 mil refeições foram distribuídas, com o apoio da Escola também no fornecimento de alimentos, nas localidades conhecidas como Oitão  Preto, Morro do Ouro, além dos bairros Centro (pessoas em situação de rua), Bom Jardim, Serviluz, Pirambu, Antônio Bezerra, Tancredo Neves, Cidade dos Funcionários e Benfica.

Para apoiar, os interessados devem entrar em contato diretamente com as associações e conferir a melhor forma de colaborar, seja com doações de alimentos, kits de higiene pessoal ou transferências financeiras.

Grupo Espírita Mei Mei | Telefones: (85) 9146-2230 ou  (85) 9.9125.7979

O Grupo Espírita Meimei tem como principal fundamento ressignificar vidas de pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social através de programas de qualificação, apoio psicossocial e práticas educativas. O projeto atua no Centro, na Cidade dos Funcionários e no Tancredo Neves.

Associação dos moradores do Bom Jardim | e-mail: associacaobj_bj@yahoo.com.br | mariazenilce@gmail.com Instagram: @ambjunidas

Associação dos Moradores do Bom Jardim desenvolve atividades desde março de 2020 no intuito de ajudar 240 famílias em situação de vulnerabilidade e isolamento social. A instituição atua no Bom Jardim.

Associação do Comércio Solidário do Pirambu | Telefone: (85) 98733-1421 ou (85) 99418-5114

A Associação do Comércio Solidário do Pirambu é uma instituição voltada para mulheres da comunidade que buscam capacitação e qualificação para se sustentar através do seu trabalho. A instituição procura amenizar os problemas dessas mulheres que foram excluídas do trabalho formal, dando orientação na área da gastronomia através de doações de quentinhas para moradores da comunidade. A organização atua no bairro Pirambu.

Gentil Somos | Telefone: (85) 98642-6300 | Instagram: @gentilsomos

GentilSomos é uma ação social que surgiu durante a pandemia, fornecendo refeições para moradores de rua. O projeto atua no Benfica e no Centro da Cidade.

Movimento Saúde Mental | Telefone: (85) 99179-1396 | Instagram: @movimentosaudemental

O Movimento Saúde Mental iniciou sua trajetória em 1996 no bairro Bom Jardim em Fortaleza, uma área de grande vulnerabilidade social onde a maioria da população vive abaixo da linha da pobreza e sofre com a fome. O MSM desenvolve vários projetos, entre eles a Escola de Gastronomia Autossustentável, com autossustentabilidade garantida a partir de energia solar, abastecimento de água por poço e horta comunitária, além de oferecer apoio psicológico, atividades de arte, esporte e cultura e cursos de Jovem Aprendiz. A ação atua no Centro, Bom Jardim, Mondubim e Maracanaú.

Associação É POSSIVEL | Telefone: (85) 98817-1368 | Instagram: @epossivel_

A Associação É POSSÍVEL atua na doação de marmitas a pessoas em situação de vulnerabilidade social. A organização atende aos bairros: Centro (Praça do BNB e Praça do Ferreira), Tasso Jereissati, Aerolândia, Jardim das Oliveiras, Tancredo Neves e Caucaia. 

União de Jovens do Vicente Pinzón | Facebook: https://www.facebook.com/Uniao-de-Jovens-do-Vicente-Pinzon-456723331165199/  | Instagram:  @uniaodejovensdovincentepinzon

A União de Jovens do Vicente Pinzon trabalha com famílias da comunidade e tem como objetivo levar melhoria para o bairro Serviluz, qualificando jovens e mulheres para o mercado de trabalho e incentivando crianças na cultura e na arte. O projeto atua no Serviluz, Praia do Futuro I e II e Vicente Pinzon.

Centro de Formação Capacitação e Pesquisa Frei Humberto | Telefone: (85) 3051-3237 ou (85) 99901-7284 | Instagram: @centrofreihumeberto 

O Centro de Formação Frei Humberto é um espaço de formação, capacitação e pesquisa destinado a iniciativas ligadas a organizações comunitárias do campo e da cidade. Criado em 2006 por famílias das áreas de reforma agrária no Ceará, o espaço estimula e apoia trabalhadores e trabalhadoras nas mais diversas áreas de conhecimento cultural, científico, tecnológico, social e ambiental, buscando promover a cidadania e os direitos humanos, o avanço da democracia e a participação popular, fortalecendo a inclusão de mulheres, jovens, negros e negras, LGBTQI+, agricultores e agricultoras. A organização atua no Moura Brasil, Jacarecanga, Benfica e Centro.

Instituto João de Deus | Telefone: (85) 99986-8333 ou (85) 3235-4145 | Instagram: @institutojoaodedeus

O Instituto João de Deus tem o objetivo de atender com dignidade todas as pessoas que chegam a instituição, defendendo seus direitos, realizando trabalho de assistência, segurança alimentar, profissionalização e serviço de fortalecimento de vínculo. O projeto atua nos bairros Autran Nunes, Antônio Bezerra, Centro, São João do Tauape e Castelão.

SOS Periferia | Telefone: (85) 99635-7677 | Instagram: @sos.periferia

O Instituto S.O.S Periferia contribui para a melhoria do bem estar social de crianças, famílias e LGBTs em alta vulnerabilidade social, por meio de formações, doações e parcerias. Realiza distribuição de refeições (marmitas e lanches), kits de higiene pessoal e de proteção ao vírus, promoção do voluntariado das comunidades Marrocos, Bom Jardim, Granja Lisboa, Granja Portugal, Parque São José, Siqueira, Jatobá, São Bento e Genibaú.