PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Relação Estadual de Medicamentos do Ceará otimiza a execução de políticas públicas de saúde

14 de abril de 2021 - 15:32 # # # # # # # #

Jackson de Moura - Ascom ESP/CE - Texto
Ariane Cajazeiras - Foto


Documento foi apresentado durante evento on-line no canal do YouTube da Escola de Saúde Pública do Ceará

Com o objetivo de promover a padronização de uma relação única de medicamentos, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) lançou a Relação Estadual de Medicamentos do Ceará – Resme/CE 2021. Apresentado durante evento on-line no canal do YouTube da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), nessa terça-feira (13),  o documento contempla as particularidades do atendimento à população em todos os níveis de atenção à saúde.

>> Assista ao lançamento

Também disponível no aplicativo iSUS, desenvolvido para profissionais de saúde, a Relação é composta por uma lista de fármacos da Atenção Primária e de componentes estratégicos e especializados da urgência e emergência utilizados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), a saúde prisional e a Atenção Terciária (hospitais).

Custo-efetividade

O secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), participou da transmissão e destacou que a Resme/CE é essencial para promover melhorias na execução de políticas públicas de saúde, especialmente na Assistência Farmacêutica. “Trata-se de um trabalho estratégico que ajuda a dar eficiência ao sistema, contribui para uma boa relação de custo-efetividade e para uma decisão de estratégia terapêutica”, enfatizou.

“A Resme/CE possui um elenco de medicamentos que atende às necessidades de saúde da população, mas que contempla uma utilização eficiente dos recursos públicos”, pontuou o secretário executivo de Políticas em Saúde da Sesa, Marcos Gadelha.

A ideia, a partir do documento, é qualificar o acesso e promover o uso racional de medicamentos, bem como subsidiar a otimização das ações de planejamento e organização, uma vez que o medicamento é um dos principais insumos estratégicos utilizados para a promoção da melhoria das condições de saúde e vida da população.

Respaldar ações e políticas de saúde

“A Resme/CE busca respaldar as ações de saúde para que sirva de guia aos prescritores, profissionais da saúde, gestores, operadores do Direito e população em geral”, destacou Fernanda Cabral, coordenadora de Políticas de Assistência Farmacêutica da Sesa. “Para as equipes de saúde, por exemplo, a Relação de Medicamentos é essencial na escolha da melhor terapia disponibilizada pelo SUS”, disse.

De acordo com Fernanda, a Resme/CE deve ser atualizada anualmente. E para a elaboração, com base na Relação Nacional de Medicamentos (Rename), foram selecionados e classificados fármacos utilizados na Rede Sesa, em conformidade com o perfil epidemiológico e considerando as necessidades de saúde da população definidas nas linhas de cuidado prioritárias.

Em 2020, a Sesa disponibilizou o guia Estrutura e Organização da Assistência Farmacêutica no Ceará, a fim de organizar e facilitar o acesso à informação sobre a estrutura e organização da área. “É apenas um início de um trabalho. Espero que sejamos um exemplo de política de Assistência Farmacêutica para todo o Brasil”, acrescentou o secretário Marcos Gadelha.