PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Projeto cearense transforma resíduos de rochas em pisos de alto padrão

19 de abril de 2021 - 14:12 # # # # # # # #

Ascom Secitece - Texto

Pesquisa apoiada pela Secitece foi selecionada em edital de inovação do Sebrae

Um projeto inovador no ramo da construção civil tem reaproveitado resíduos de rochas ornamentais para o desenvolvimento de pisos de alto padrão. O estudo inédito é cearense, realizado em Sobral, e foi selecionado no edital “Catalisa ICT”, do Sebrae, que elege pesquisas com grande potencial de inovação por todo o País. O projeto receberá capacitação para elaborar um plano de inovação, primeiro passo para entrar no mercado.

A pesquisa “Produção de porcelanato a partir do reaproveitamento de resíduos de rochas ornamentais” é coordenada pelo professor Francisco Pinto Filho, do curso de Engenharia Civil da Faculdade Luciano Feijão, e conta com a parceria do Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) e da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). O Sindicato da Indústria de Mármores e Granitos do Estado (Simagran) também apoia a iniciativa, que deverá impulsionar o setor da construção civil, especificamente o segmento de pisos e porcelanatos.

O professor Francisco Pinto explica melhor como acontece o reaproveitamento dos resíduos: “O processo para a fabricação de mármores, granitos e outros produtos similares ocorre em três fases: extração, beneficiamento e acabamento. A nossa atuação está justamente na primeira fase, que é a extração, de onde reaproveitamos os pós das pedras que são comumente descartados nesta etapa”.

Segundo o professor, a seleção no edital Catalisa ICT, do Sebrae, será fundamental para que a ideia do projeto seja transformada em um serviço inovador para o mercado, utilizando o princípio do desenvolvimento sustentável. O estudo é realizado dentro do Programa de Iniciação Científica (Proic) da Faculdade Luciano Feijão e conta com o apoio do professor do curso de Engenharia Civil Almircelio Sampaio Marques, envolvendo ainda os estudantes Enzo Araújo Vasconcelos e Erick Rodrigues Machado.

O secretário executivo da Secitece, Francisco Carvalho, tem acompanhado de perto a execução do estudo. Carvalho é engenheiro civil, professor da UVA e possui larga experiência no segmento de materiais e componentes de construção. Para ele, a pesquisa tem grandes chances de atender ao setor produtivo, que hoje, mais do que nunca, busca soluções inovadoras e sustentáveis.

“Nosso papel, enquanto Secretaria de Estado, é tornar essa aproximação entre academia e mercado algo possível, orientando os pesquisadores sobre as demandas do mercado e criando essa ambiência para permitir que o Ceará siga despontando quando o assunto é inovação”, finaliza Carvalho.