PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Resgate em Caririaçu: conheças as técnicas utilizadas pela Ciopaer no socorro a jovem que escorregou em cachoeira

22 de abril de 2021 - 17:29 # # # # # #

Ascom SSPDS - Texto e Fotos

É comum os profissionais da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) atuarem em diversas modalidades de resgate no Estado. O mais recente ocorreu nessa quarta-feira (21), quando um homem foi içado por uma aeronave em uma cachoeira, em Caririaçu – Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado. Duas técnicas comumente utilizadas nesse tipo de ação foram colocadas em prática para que houvesse o sucesso na missão e a devida retirada da vítima do local em segurança.

Infiltração dos tripulantes e McGuire. Essas foram as duas técnicas utilizadas pela Ciopaer. O major Paulo Capelo, piloto da Ciopaer lotado na base de Juazeiro do Norte, detalha como os profissionais agem nesse tipo de resgate. Essas mesmas táticas foram utilizadas durante a Guerra do Vietnã, no ano de 1964. A “McGuire” leva o nome do seu desenvolvedor: sargento-mor Charles T. McGuire, membro do Exército norte-americano. À época, os militares utilizavam cordas a cerca de 30 metros de altura para a retirada de soldados do solo.

“Essa ocorrência foi bem interessante porque precisamos de várias técnicas para executá-la. Primeiro porque era um local de difícil acesso, com encostas rochosas e no sopé de serra, o que provoca uma baixa pressão e dificulta muito a sustentação da aeronave. Então exigiu um pouco mais do piloto para manter essa aeronave estável. Duas técnicas foram utilizadas nessa ocorrência: a técnica de infiltração dos tripulantes, onde a equipe desce através do rapel, de forma coordenada e numa velocidade que seja interessante para que a aeronave saia o mais rápido possível dessa condição crítica. Os tripulantes imobilizam o paciente e preparam a remoção. A partir daí, o piloto deve içar esse paciente junto com o tripulante de forma vertical, até livrá-los dos obstáculos, e conduzi-los até um local mais tranquilo onde a vítima possa ser atendida por equipes em solo”, explica.

Além da Ciopaer, equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) de Juazeiro do Norte atuaram em solo no socorro à vítima de 18 anos, que estava em um local de difícil acesso, em terreno acidentado. Conforme informações colhidas na ocorrência, a cachoeira tem cerca de 50 metros de altura e está localizada no Sítio Umari.

Após tripulante e vítima serem içados até o estádio municipal de Caririaçu, o homem foi preparado ainda na maca para ser levado dentro da Fênix 09, em direção à base da Ciopaer em Juazeiro do Norte, onde uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já aguardava a vítima para fazer a transferência até um hospital. Apesar de ter relatado uma forte pancada na cabeça, o homem estava orientado, de acordo com a equipe médica.

Outros casos

Um dos treinamentos ocorridos entre Ciopaer e Corpo de Bombeiros que utilizaram as técnicas de resgate ocorreu em julho do ano passado, quando as equipes da 1ª Companhia de Mergulho e Resgate do Batalhão de Busca e Salvamento (Quartel Moura Brasil) realizaram uma capacitação de prevenção aquática na Capital. No treinamento, duas técnicas foram trabalhadas, sendo a “Hello Casting”, onde o tripulante salta da aeronave para o mar, e a “McGuire”, a mesma utilizada pelas equipes no resgate em Caririaçu.

No mês seguinte, em agosto do ano passado, a Ciopaer e o Corpo de Bombeiros colocaram em prática as técnicas. Foi o caso dos resgates de banhistas que ficaram à deriva na Praia de Iracema, após uma canoa virar. Seis pessoas foram retiradas em segurança do mar, após a expertise dos profissionais de segurança.