PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Museu do Ceará: restauro e nova gestão são anunciados na abertura da Semana Nacional de Museus

18 de maio de 2021 - 09:20 # # # # # # # # #

Ascom Secult - Texto
Felipe Abud - Foto

O Museu do Ceará, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), passará por uma grande obra de restauro e requalificação, anunciada pelo secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, nesta segunda-feira (17/5), durante abertura da programação online da 19ª Semana Nacional de Museus, evento realizado pela Secult Ceará. Com recursos do tesouro estadual e do edital de chamamento para seleção de projetos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), o restauro do equipamento tem o valor total de R$ 3,4 milhões. Entre as novidades para o Museu do Ceará, o secretário anunciou também a nova diretora do equipamento, a historiadora Raquel Caminha, servidora pública da Secult Ceará.

“A Secult ganhou ano passado o edital dos Direitos Difusos do Ministério da Justiça, um edital nacional, para o restauro do Museu do Ceará. Já assinamos o convênio. Estamos agora nas tratativas do repasse com a Caixa Econômica Federal para a execução dessa obra de restauro, importante para a recuperação do museu, mas também para sua modernização. Esperamos que até o próximo ano possamos estar fazendo a entrega desse museu”, destacou o secretário Fabiano Piúba durante a mesa de abertura da 19ª Semana Nacional de Museus, intitulada Sistema Estadual de Museus (SEM-CE): histórico e perspectivas de atuação, com participação da Coordenadora de Patrimônio Cultural e Memória da Secult, Cristina Holanda, da museóloga Roberta Machado e da historiadora Raquel Caminha, ambas da equipe da mesma coordenadoria.

“Um segundo anúncio é a convocação da historiadora Raquel Caminha para ser a nova gestora do Museu do Ceará. Raquel é historiadora e servidora pública da Secult Ceará, tem doutorado em História Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC), mestrado em História e Culturas pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), e é especialista em semiótica pela mesma instituição. Seja bem-vinda, Raquel Caminha, desejo sucesso e realizações na gestão do Museu do Ceará. Você que está assumindo um museu no momento de um restauro, de uma obra importante, para nós estarmos reposicionando o equipamento no próprio Sistema Estadual de Museus do Ceará, como cabeça da rede. Agradeço também à Carla Vieira que foi gestora do museu durante um bom tempo. Ela vai assumir agora outros desafios como servidora pública também da Secult”, pontuou também o gestor.

Recursos por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará foi selecionada no edital de chamamento para seleção de projetos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), para a realização da obra de restauro e requalificação da edificação histórica que abriga o Museu do Ceará. O referido instrumento selecionou projetos apresentados por órgãos e pessoas jurídicas de direito público federais, estaduais e distritais que visem a proteção de direitos difusos.

Do valor total para a obra orçada em R$3.440.904,71, serão R$ 2.762.240,9 provenientes de recurso federal, enquanto R$ 678.663,81 são recursos do tesouro estadual, por meio da Secult. A referida obra de restauro possibilitará não apenas a conservação e preservação do Palacete Senador Alencar, atual sede do Museu do Ceará e antigo prédio da Assembleia Provincial, edificado no século XIX, como também modernizará o prédio adequando-o às atuais orientações para garantir a acessibilidade em museus e atualizará os espaços dos circuitos expositivos da referida instituição.

Perspectivas da nova diretora

A historiadora Raquel Caminha, que assume a diretoria do Museu do Ceará, trouxe novas perspectivas de atuação do equipamento. “A necessidade de lembrar, muitas vezes, compete com a pressão igualmente forte para esquecer. É partindo desta perspectiva que contemplo os diferentes lugares de memória – como um sítio histórico, museu local ou memorial – que impede que esse apagamento aconteça para garantir um futuro mais justo e humano. Compreendo o Museu do Ceará não apenas como um espaço para lembrar e preservar, mas também como um lugar que possibilita aos seus visitantes realizarem conexões entre o passado e as demandas do presente, especialmente, nesse momento desafiador onde as instituições museais estão com suas portas cerradas e tendo que reinventar sua relação com o público”, ressalta.

“Ao ser integrada à equipe do Museu do Ceará, assumindo a gestão desta instituição museal, tomo também o compromisso de possibilitar a conexão entre passado e presente, a memória à ação com o entendimento de que é através do patrimônio cultural brasileiro, em sua perspectiva sócio-histórica, que podemos fazer do Museu do Ceará mais um espaço de luta e consciência na promoção de uma sociedade mais justa e igualitária para todes. Ao fim da obra de restauro e com a reinauguração deste equipamento vinculado ao patrimônio cultural e memória, esperamos promover o Museu do Ceará como um espaço de representatividade para os diferentes grupos e comunidades que compõe a sociedade cearense e fortalecer a imagem desta importante instituição como referência para museus históricos e para o debate museológico”, destaca também a nova gestora do Museu do Ceará.

Semana de Museus: programação ampla e gratuita

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará) realiza uma programação online especial, que se une a iniciativas por todo o Brasil para a Semana Nacional de Museus. De 17 a 22 de maio, a Secult, por meio da Coordenadoria do Patrimônio Cultural e Memória (COPAM) e da Rede de Equipamentos de Patrimônio Cultural e Memória (REPAM), promove uma programação integrada, entre museus e demais instituições que compõem esta rede. Confira a programação completa no site da Secult: www.secult.ce.gov.br.