PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Em Congresso, Izolda Cela exalta estudos científicos: ‘’É vital para superar os desafios trazidos pelo novo coronavírus’’

4 de junho de 2021 - 09:31 # # # # # # #

Ascom Vice-Governadoria - Texto

A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, participou, nesta quinta-feira (3), da abertura da XVII edição do Congresso Internacional sobre Patologia e Reabilitação das Construções (CINPAR). Respeitando todos os protocolos de segurança para o combate da Covid-19, o evento aconteceu remotamente e foi transmitido através da internet.

Izolda Cela aproveitou a oportunidade para salientar a importância da realização de eventos como o CINPAR, fortalecendo o cenário científico nacionalmente e também internacionalmente. “É muito importante essa temática ser discutida. É também uma palavra de ênfase que representa uma boa semente plantada lá atrás, em Sobral, na origem desse congresso. Sendo internacional, as conexões criadas nesta ação se tornam ainda mais especiais”, disse.

A vice-governadora também comentou acerca das quase 500 mil mortes por conta da Covid-19 no Brasil e como o apoio à ciência é fundamental no combate à doença. “Reuniões como a de hoje formam frentes de força, de valorização da ciência, e tudo isso é vital para que possamos superar todos os desafios trazidos pelo coronavírus”, completou.

Também participaram da cerimônia o presidente da comissão organizadora internacional do CINPAR, Francisco Carvalho, além da vice-diretora do campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Russas, Aliny Monteiro.

CINPAR

Criado em 2003, o CINPAR possui como objetivo geral compartilhar conhecimento geral sobre as áreas discutidas com cientistas e demais profissionais interessados. Nascido em Sobral, o evento já rodou o mundo, sendo também sediado em Portugal, na Itália, na Argentina e no Chile.

“O CINPAR apresenta uma importante oportunidade de novos conhecimentos, técnicas e tecnologias e propicia um ambiente para trocas de experiências na área da engenharia, em especial na área de patologia, construções e reforço de estruturas”, finalizou Francisco Carvalho.