PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Corpo de Bombeiros orienta sobre os cuidados na utilização da energia elétrica

23 de junho de 2021 - 17:55 # # # # #

Ascom CMBCE - Texto e Fotos

Os choques elétricos que ocorrem nas residências ainda estão no topo do ranking de acidentes domésticos. De acordo com os dados do Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica 2021 (ano base 2020), divulgados pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), o Nordeste é, ainda, a região do Brasil que mais registra acidentes por choques elétricos, com 294 registros no ano passado. No estado do Ceará, foram 31 mortes em decorrência de choques elétricos, segundo o mesmo levantamento.

Diante dessa constatação, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) orienta sobre os cuidados na utilização da energia elétrica no dia a dia. Ações simples que são feitas diariamente, como ligar uma televisão na tomada, uma cafeteira, ou colocar um celular para carregar na tomada podem gerar acidentes e colocar em risco a vida das pessoas.

Falta de atenção e desconhecimento são os fatores que mais levam as pessoas à morte. Tocar em um equipamento eletrônico com alguma parte do corpo molhada, não prestar atenção que o fio da máquina de lavar está desencapado, utilizar benjamins (adaptadores de tomadas) para ligar vários equipamentos eletrônicos devido à ausência de tomadas, são alguns dos fatores que levam aos acidentes elétricos.

O Corpo de Bombeiros alerta que muitos acidentes podem, sim, ser evitados. Para isso, basta efetuar a manutenção periódica da instalação elétrica. Devido à grande quantidade de equipamentos eletrônicos lançados diariamente, as instalações elétricas acabam ficando obsoletas muito rápido, necessitando de uma readequação e um novo dimensionamento. Além disso, em residências mais antigas, a necessidade de uma readequação é de extrema importância, uma vez que as instalações elétricas também envelhecem com o passar do tempo. Com algumas atitudes bastantes simples, você pode tornar a sua residência mais segura.

Prevenção

– Verifique o estado das instalações elétricas. Fios desencapados podem ser muito perigosos. Substitua as fiações antigas e desencapadas. Os fios devem ficar isolados em locais adequados, como canaletas e conduítes (tubos de plástico) e longe do alcance das crianças;

– As tomadas devem ser protegidas por tampas apropriadas (protetores);

– Não use benjamins ou extensões. Muitos aparelhos ligados na mesma tomada podem ocasionar sobrecarga e curto-circuito na fiação;

– Nunca deixe ventiladores ligados ao alcance de crianças, mantenha os fios dos outros eletrodomésticos no alto, se possível;

– Não se deve permitir que as crianças manuseiem eletrodomésticos, como secadores de cabelos, sem acompanhamento de adulto;

– Todos os eletrodomésticos devem ficar longe de líquidos (água e eletricidade não combinam);

– Em caso de chuvas intensas, com raios e trovões, é recomendado retirar os aparelhos eletrônicos da tomada;

– Nunca toque em um aparelho eletrônico com alguma parte do corpo molhada;

– Aparelhos pequenos podem ser facilmente esquecidos. Após o uso, desligue-os da tomada, enrole os fios e tire-os do alcance das crianças;

– Instale um dispositivo Dispositivo Diferencial Residual ou DR. Sua função é detectar pequenas fugas de corrente em circuitos-elétricos, evitando o curto-circuito e prevenindo choques elétricos.

– Para proteção contra sobre altas tensões, instale um Dispositivo de Proteção Contra Surtos (DPS). Ele é essencial para proteger os equipamentos elétricos e eletrônicos, evitando com que eles queimem.

Os choques elétricos, portanto, são acidentes que podem ser facilmente evitados e que, muitas vezes, dependem apenas de medidas simples de segurança, que contribuem para a redução desse risco tanto em nossas casas, como no trabalho e até mesmo na rua.