PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Pacientes com esquizofrenia recebem tratamento multidisciplinar no HSM

29 de junho de 2021 - 17:10 # # # # # #

Milena Fernandes - Ascom HSM - Texto e Fotos

Atualmente, cerca de 100 pacientes diagnosticados com a doença estão sendo acompanhados pelo Núcleo de Estudos em Esquizofrenia (Nuesq) da unidade

No Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), a esquizofrenia é uma das doenças mais observadas entre os pacientes internados. O hospital, que é referência no tratamento de transtornos psiquiátricos, também oferece atendimento ambulatorial para o controle e tratamento da esquizofrenia. Atualmente, cerca de 100 pacientes diagnosticados com a doença estão sendo acompanhados pelo Núcleo de Estudos em Esquizofrenia (Nuesq), ambulatório da Residência em Psiquiatria voltado para o atendimento ao público.

Desde março de 2020, com a pandemia da Covid-19, a maioria dos atendimentos vem acontecendo de forma online, por videochamada. A modalidade presencial está sendo retomada gradativamente. E para garantir a qualidade do acompanhamento aos pacientes, os profissionais do Nuesq elaboraram um livro de atividades que tem como foco incentivar a organização, a cognição, a sociabilização e a habilidade de lidar com o outro.

A psicóloga Ana Carla Castro, que atua diretamente neste serviço, explica que as atividades oferecidas fazem parte do tratamento. “Somente a parte farmacológica não é suficiente para a melhoria dos pacientes com esquizofrenia, por isso utilizamos a psicoterapia individual e em grupo, com recursos lúdicos e interativos, situações reais, onde eles são convidados a atuarem, trocar experiências, falar sobre seus interesses, sempre mediados pelos psicólogos”, conta.

Profissionais do Nuesq elaboraram livro de atividades que tem como foco incentivar a organização, a cognição, a sociabilização e a habilidade de lidar com o outro

Guilherme Kiron, de 24 anos, há dois vem realizando o tratamento para esquizofrenia no ambulatório do HSM. “Foi aqui que eu recebi o diagnóstico aos 22 anos de idade. Desde então, venho sendo acompanhado pelos psiquiatras e psicólogos. Recebo a medicação de alto custo na farmácia do hospital e participo de todas as atividades oferecidas. Com isso, me sinto bem melhor e com mais capacidade de me relacionar. Antes era impossível eu conseguir dar essa entrevista, por exemplo, ou conversar com outras pessoas”, revela.

A psiquiatra Nayana Holanda esclarece que, geralmente, o pico de incidência da doença ocorre entre o fim da adolescência e início da vida adulta; os homens costumam ser mais acometidos. O acompanhamento aos pacientes com esquizofrenia é fundamental para que eles tenham qualidade de vida. O diferencial do Nuesq é o tratamento multidisciplinar, com apoio de psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais e nutricionistas. A família do paciente também recebe suporte psicoeducacional.

Esquizofrenia

Doença mental crônica, a esquizofrenia é caracterizada por distorções do pensamento e da percepção, com manias de perseguição, delírios, apatia e isolamento social. “O atendimento ambulatorial é fundamental para prevenir as crises, internações e a progressão da doença. Ao perceber os primeiros sinais é muito importante buscar atendimento médico para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento. Quanto mais o paciente estiver sendo acompanhado, menos limitações e prejuízos funcionais e cognitivos ele terá”, alerta a psiquiatra.

Serviço

Nuesq – Núcleo de Estudos em Esquizofrenia do HSM

Rua Vicente Nobre de Macedo, s/n – Messejana.

Para ter acesso ao ambulatório é necessário ser encaminhado pelo Serviço de Regulação da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).