PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Adagri realiza o primeiro curso no formato de Ensino a Distância (EaD) em habilitação para CFO

6 de julho de 2021 - 15:19 # # #

Ascom Adagri - Texto e Foto


A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), vinculada da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), iniciou nesta segunda-feira (05) o curso de Habilitação de Responsáveis Técnicos para Certificação Fitossanitária de Origem (CFO). A presidente da Agência, Vilma Freire, fez a abertura, onde destacou a iniciativa, já que é a primeira vez que a Adagri realiza um curso na modalidade de Educação a Distância (EAD). “Com a Pandemia não podemos realizar o curso de forma presencial, mas isso não inviabilizou o curso. Na verdade, possibilitou a participação de profissionais do País inteiro. E isso também reforça o trabalho da atual gestão da Adagri, que é se utilizar da tecnologia para fazer um trabalho de destaque na promoção da defesa agropecuária do Estado“, destacou a presidente. O curso, voltado para engenheiros agrônomos e florestais, segue até o dia 08 de julho de 2021, com 98 inscritos, e será ministrado na plataforma Google Meet.

Segundo o gerente de Inspeção e Fiscalização Vegetal da Adagri, Gleyber Cartaxo, a certificação é uma exigência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), regulamentada pela Instrução Normativa Nº 33, de 24 de agosto de 2016, que aprova a Norma Técnica para a utilização do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) e do Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado (CFOC). “O objetivo é habilitar Engenheiros Agrônomos para emissão desses certificados para diversas pragas”, explicou a fiscal agropecuária da Adagri e coordenadora do Programa Estadual de Certificação Fitossanitária de Origem (PECFO), Renata Damasceno.

Durante esses quatros dias os profissionais serão habilitados para as pragas Sigatoka Negra (Mycosphaerella fijiensis), Moko da Bananeira (Ralstonia solanacearum raça 2), Pinta Preta dos Citros (Guignardia citricarpa), Cancro Cítrico (Xanthomonas citri subsp. citri), HLB (Candidatus Liberibacter), Moscas-das-frutas (Ceratitis capitata, Anastrepha grandis, Anastrepha spp, Bactrocera carambolae), Cochonilha do Pacífico (Planococcus minor Maskell), Brocas das Curcubitáceas [Diaphania hyalinata L. e Diaphania nitidalis (Stoll)], Jack Beardsley Mealybug (Pseudoccus jackbeardsley Gimpel & Miller), Colapso do Meloeiro (Monosporascus cannonballus Pollack & Uecker) e Mancha aquosa (Acidovorax citrulli).

As aulas serão ministradas pelos engenheiros agrônomos da Adagri, Renata Damasceno, Antônio Dimas de Oliveira, Fábio Costa Farias, Rildênio Cavalcante, Carlos Diógenes Lucena e Fabrício Lima; e profissionais do MAPA, da Superintendência Federal da Agricultura no Ceará (SFA-CE), da Superintendência Federal da Agricultura na Bahia (SFA-BA), da Universidade Federal do Ceará (UFC), da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia em Limoeiro do Norte (IFCE), da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária de Amapá (Embrapa-Amapá); da Embrapa da Amazônia Ocidental e da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

A diretora de Prevenção da Adagri, Neiliane Borges, informa que já existe uma lista de engenheiros agrônomos interessados na próxima turma do curso. A data ainda será definida. O profissional que quiser se habilitar na Adagri ou incluir novas pragas devem ligar no telefone 85 3433.3403 para integrar essa lista. “É um curso com muito conteúdo e ministrado por excelentes profissionais. Uma oportunidade imperdível, já que os mercados nacional e internacional estão cada vez mais exigindo produtos certificados que garantam a qualidade sanitária”, concluiu a diretora durante a abertura.