PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Coletivo Paralelo estreia espetáculo virtual “Buraco de Minhoca” com temporada no Instagram do TJA

15 de julho de 2021 - 17:08 # # # # # #

Ascom TJA


Fazendo uso criativo das ferramentas digitais e explorando novas formas de interação através de lives no Instagram, o espetáculo virtual Buraco de Minhoca, do Coletivo Paralelo (@coletivoparalelo), fez sua estreia nesta quarta-feira (14), com transmissão pelo Instagram do Theatro José de Alencar (@tja.theatrojosedealencar). A montagem irá prosseguir em temporada nos dias 21 e 28 de julho, sempre às 20h.

“Buraco de Minhoca” nos traz uma “palhaçaria do novo tempo”, em que as conexões humanas se virtualizaram e a internet se tornou um grande atalho no espaço-tempo das relações. A angústia do isolamento e a necessidade afetiva são os motores que impulsionam o desenvolvimento do enredo, que se desenrola com técnica e poesia, além de trazer ‘gatilhos’ de reflexão sobre os tempos de pandemia.

Além do formato vertical, o espetáculo terá interação pelas janelinhas da live, uso de filtro como recurso expressivo para a cena e efeitos visuais que só o Instagram pode proporcionar. Na ocasião, o grupo ainda estará recebendo contribuições espontâneas via pix producaocoletivoparalelo@gmail.com

Sinopse

Eles vivem no mesmo condomínio, mas há um tempo não se veem, talvez até já esqueceram onde moram. O encontro acontece por outras janelas, através de conexões que partem do peito e terminam em lugar nenhum. Na televisão, os jornais alertam sobre os longos meses que seguem e sobre o desafio dos novos tempos. O desafio, na verdade, é se manter de pé! Quem sabe uma forte amizade seja o combustível para criar outras formas de se conectar.

Sobre o grupo

O Coletivo Paralelo surgiu em 27 de junho de 2014, na cidade de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza/CE, com a intenção de formar um coletivo de pesquisa e experimentações em palhaçaria, especificamente, e estendendo-se, em seguida, também para produções teatrais, com a peça “Caixa em Forma de Coração” (2018).

O grupo participou com os espetáculos “Pedro, que horas são?”, “A arte de não fazer nada” e “Abukabum!” de importantes festivais, como o Festival Nacional de Teatro de Rua (Maracanaú/CE), o Festival de Teatro de Acopiara, o Festival de Teatro de Mangabeira (João Pessoa/PB), o Festival Tem Arte no Alto (Mossoró/RN) e da Jornada Internacional de Atuação e Presença/Festival Terra Lume, em Campinas/SP.

O coletivo compartilhou seus trabalhos nos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Bahia e Pernambuco, através de oficinas e intercâmbios com outros grupos, aperfeiçoando sua arte e criando laços que fomentam a produção cultural do Brasil e do Nordeste. Em 2016, fundou e é responsável pela escola de palhaçaria Academia do Riso, a primeira escola extensiva de palhaçaria do Norte-Nordeste, em parceria com o Theatro José de Alencar e a Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Tem sede própria no Apê Cultural (bairro Jereissati I, em Maracanaú), em parceria com o Cangaias Coletivo Teatral.

Serviço

Espetáculo virtual “Buraco de Minhoca”, do Coletivo Paralelo
Quando: dias 21 e 28 de julho, às 20h
Transmissão:  Instagram do TJA (https://www.instagram.com/tja.theatrojosedealencar)