PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Escolas estaduais realizam aulões presenciais com foco na preparação para o Enem

16 de julho de 2021 - 11:49 # # # # #

Bruno Mota - Ascom Seduc

Estudantes da 3ª série do Ensino Médio que aspiram a uma vaga na universidade precisam manter um ritmo constante de estudos para se saírem bem nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pensando nisso, e considerando que as atividades presenciais estão liberadas por decreto governamental, escolas da rede pública estadual cearense têm realizado aulões preparatórios durante o mês de julho. As ações vêm sendo realizadas por iniciativa das próprias unidades de ensino, que aderiram à ideia e contam com o apoio voluntário de professores.

Este é o caso, por exemplo, da Escola de Ensino Médio (EEM) Milton Façanha Abreu, situada em Mulungu, no Maciço de Baturité. O diretor da instituição, Luiz de França, explica que desde o último dia 7, no período da manhã, os alunos estão sendo reunidos, seguindo o modelo híbrido. “Buscamos todos os recursos disponíveis para que eles não sejam prejudicados no resultado acadêmico por causa da pandemia”, enfatiza.

Luiz frisa que todos os protocolos sanitários vêm sendo obedecidos criteriosamente na unidade. “Temos o apoio do coordenador pedagógico, Israel Vital, e mobilizamos, além de alguns professores da escola, profissionais que atuam em outros municípios. Estamos percebendo o engajamento e o entusiasmo dos alunos, que mantêm um vínculo mais concreto com a escola. Espero que tenhamos o maior número possível de jovens da escola pública inseridos na universidade”, anseia.

Reforço

A estudante Janiely Vasconcelos, de 17 anos, cursa a 3ª série na EEM Milton Façanha Abreu e sonha um dia ser enfermeira. Assídua nas atividades da escola, ela acredita que os momentos presenciais favorecem a aprendizagem, além de renovarem o ânimo, pelo reencontro com pessoas queridas.

“A sensação de voltar à escola foi uma mistura de vários sentimentos: felicidade, vontade de aprender, confiança e muita gratidão a Deus. Foram dias difíceis para chegar até aqui, mas aos poucos fomos vencendo. Nossa escola é uma verdadeira família. Rever os colegas, professores e funcionários proporcionou extrema felicidade, emoção e gratidão! Tem sido de muita importância para mim, como futura universitária, o apoio do núcleo gestor, que sempre tem se dedicado em encaminhar mais e mais alunos para as faculdades, assim como para o mercado de trabalho. O sentimento realmente é de vitória e alegria”, ressalta.

Janiely destaca o fato de que mesmo os colegas que não estão indo presencialmente às aulas neste mês, têm a oportunidade de acompanhá-las remotamente. “Eu quis participar das aulas presenciais porque minha aprendizagem ocorre de forma mais efetiva. A nossa escola está, sim, preparada para receber os alunos. Fazemos o distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel, além da diminuição na quantidade de alunos, entre outras normas fundamentais à manutenção da nossa saúde”, acrescenta.

Tradição


Em Maracanaú, na Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Governador Luiz Gonzaga da Fonseca Mota, já tornou-se hábito a realização anual de atividades durante o mês de julho, com foco no Enem. Cícero Rodrigues, diretor da unidade de ensino, esclarece que, neste ano, além de professores, ex-alunos da instituição que hoje estão na universidade voluntariaram-se para ministrar as aulas.

“Propusemos fazer a inscrição dos alunos interessados em participar, com o objetivo de não superlotar os ambientes. Com isso, ficaram distribuídos 15 alunos em cada uma das duas salas disponibilizadas. Quando conclui o primeiro tempo de aula, os professores trocam de turma. A cada semana, consultamos os educadores para saber quais deles querem participar, e a adesão tem sido muito boa. As aulas são voltadas tanto para o Enem, como para o vestibular da Uece”, diz Cícero.

Jaime Cavalcante, de 18 anos, estudante do curso técnico em Contabilidade na escola, pretende cursar Direito ou Economia no Ensino Superior. O jovem valoriza a oportunidade de estar tendo momentos de estudo presenciais. “Em casa, às vezes, temos distrações, e estar na escola é muito bom. Revimos nossos professores e colegas, o que também foi muito bom, mesmo sem podermos nos abraçar. Acredito que estamos conseguindo superar as dificuldades da pandemia e a escola está bem preparada”, considera.

Enem Não Tira Férias

A Secretaria da Educação (Seduc) lançou, no último dia 7, o Enem Não Tira Férias 2021. A ação, que ocorre anualmente, busca fortalecer a preparação dos estudantes da rede pública estadual cearense para o Enem, por meio de atividades durante o mês de julho.

Ao todo, serão duas semanas de aulas virtuais, veiculadas no canal da Coordenadoria de Formação Docente e Educação a Distância (Coded/CED) no Youtube. Os conteúdos são apresentados por professores da Fundação Demócrito Rocha (FDR).

O Enem Não Tira Férias faz parte de um projeto maior, denominado Enem Chego Junto, Chego Bem, que ocorre ao longo de todo o ano letivo, promovendo diversas ações. A iniciativa é desenvolvida, desde 2012, com a finalidade de mobilizar e preparar os estudantes da 3ª série do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) para o Enem. O projeto é realizado em sete etapas: documentação, isenção da taxa, inscrição, motivação, preparação, #Enemvou2dias e ingresso no Ensino Superior.