PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Bombeiros orientam população a redobrar cuidados para evitar afogamentos durante período de férias

26 de julho de 2021 - 10:36 # # # # # # #

Ascom CBMCE - Texto

No último material do Especial de Férias da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), agora é a vez das dicas do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE). Domingo é dia de praia. E quando se trata do mês de julho, período de alta estação e quando ocorrem as férias escolares no Brasil, é comum vermos uma movimentação ainda maior no litoral cearense. Mas é importante que a população não se esqueça das medidas restritivas de combate à Covid-19 e também da importância de adotar algumas ações de prevenção para evitar afogamentos e outros incidentes.

Todos os fins de semana, o Corpo de Bombeiros reforça as ações nas praias que contam com sua área de atuação: Praia do Futuro e Caça e Pesca, em Fortaleza; Cumbuco e Cauípe, em Caucaia; Canoa Quebrada e Majorlândia, em Aracati; e na praia de Jericoacoara, em Jijoca de Jericoacoara. Na Capital, outras regiões são cobertas também pela Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF).

Com o emprego de motos aquáticas, quadriciclos e viaturas, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará orienta banhistas a redobrar os cuidados para evitar afogamentos. Com um fardamento que logo chama atenção pela cor vermelha, os bombeiros militares ficam a postos, observando atentamente toda a movimentação existente nas praias, bem como fiscalizando o cumprimento do decreto estadual de combate à Covid-19. Inclusive, verificando a presença de turistas que, muitas vezes, não conhecem as praias e os riscos presentes nelas. Uma situação que demanda muita atenção dos guarda-vidas são aquelas pessoas que ingerem bebida alcoólica e vão para o mar.

“Orientamos que as pessoas nunca entrem na água após ingestão de bebida alcoólica e após se alimentar, até por uma questão fisiológica. No caso das bebidas, a percepção e a orientação da pessoa tendem a diminuir, o que é um risco. Caso a pessoa não tenha afinidade na água, evitar que a água ultrapasse o umbigo”, explica o 1º tenente do Corpo de Bombeiros, Gerdean Alves, que é o subcomandante da 1ª Companhia de Salvamento Marítimo.

Ele explica que as dicas se aplicam para todos os locais, como lagoas, balneários e açudes. “Acerca de casos de afogamento, o Corpo de Bombeiros orienta que a pessoa nunca tente salvar a outra, sem que haja o treinamento e o EPI (equipamento de proteção individual) adequados. Nas praias, sempre procurar um posto de guarda-vidas, bem como os profissionais que possuem material adequado para esse tipo de missão”, disse.

Orientações

– As pessoas precisam estar atentas às “correntes de retorno”, que é um canal que cria uma falsa aparência de tranquilidade e praticamente sem ondas. Isso ocorre devido à profundidade do local. Sempre que há pontos com esse tipo de fenômeno, o Corpo de Bombeiros coloca uma placa indicando os banhistas sobre os riscos. É importante que a população obedeça à sinalização para evitar afogamentos e outros acidentes;

– Como orientado anteriormente pelo 1º tenente Gerdean, é importante que as pessoas que estejam ingerindo bebida alcoólica não entrem no mar;

– É importante ainda que os banhistas sempre observem se existe alguma equipe de guarda-vidas próxima ao local. Em casa de afogamento ou outros incidentes, o atendimento realizado por esses profissionais fará toda a diferença;

– Procure informações sobre o local, profundidade, correnteza e nunca deixe crianças desacompanhadas;

– Os postos de guarda-vidas possuem pulseiras para crianças. O pequeno apetrecho servirá para localizar os pais ou responsáveis caso os pequenos venham a se perder;

– Outra importante medida é manter o distanciamento social e fazer o uso da máscara facial e do álcool em gel.