PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Aesp promove Curso de Operador de Drone voltado para a Segurança Pública

12 de agosto de 2021 - 15:31 # # # # # #

Ascom Aesp

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE) realiza, até o próximo dia 18, mais uma turma do Curso de Operador de Drone voltado para a Segurança Pública.

A capacitação, de 44 horas/aula, visa aprimorar a performance dos profissionais de segurança em operações com utilização de RPAS, sigla de Remotely Piloted Aircraft System, que é o termo técnico e padronizado internacionalmente para se referir aos sistemas de aeronaves remotamente pilotadas e que são utilizadas com propósitos não recreativos.

Segundo um dos instrutores do curso, cabo BM Ronaldo Gusmão, o curso é composto por aulas teóricas e práticas que abordam assuntos como segurança de voo; introdução a fotografia e filmagem aérea, até mesmo Legislação aplicada ao uso de RPA’s e Manutenção Básica destes equipamentos.

“Para a segurança pública, a legislação é diferente do uso recreativo em relação ao equipamento… E aqui, nós vamos fazer um circuito de adaptação com os alunos em relação ao voo, com técnica de voo, em relação à interface, para eles entenderem quais são os moldes de recuperação do equipamento, quais são os limites da aeronave, alguns cuidados na segurança de voo, o que é que ele tem que fazer. Então, o curso tem o intuito repassar esse conhecimento para que eles (alunos) possam está operando as aeronaves de forma segura”, explicou Gusmão.

A turma de 19 alunos conta com profissionais da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), da Polícia Militar (PMCE), da Polícia Civil (PCCE), do Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE), da Perícia Forense (Pefoce), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF).

O policial penal Anderson Freire é um dos alunos do curso e destaca a importância da qualificação para os servidores que atuam no sistema penitenciário do Estado. “Fazer o curso é uma oportunidade excelente porque é uma área nova, a gente está utilizando drones voltados exclusivamente para a área de segurança pública, e no âmbito prisional a gente tem como ter uma segurança maior aplicando o uso do drone para fazer análise de risco, topografia de um terreno, e não só pra isso, mas também para uma infinidade de possibilidades que se tem. E o diferencial está mais na automatização, porque você está utilizando a máquina para fazer um serviço que antes você tinha que expor o profissional de segurança ao risco e hoje em dia a gente pode utilizar o equipamento pra isso”, ressaltou Anderson.

Desde 2018, a Aesp já formou três turmas do Curso de Operador de Drone voltado para a Segurança Pública, capacitando cerca de 100 agentes.