PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Regionalização: Lacen de Juazeiro do Norte inicia análise de exames para Covid-19

16 de agosto de 2021 - 13:33 # # # # # #

Suzana Mont'Alverne - Ascom Sesa Texto
Fabio dos Santos Artes gráficas

A Secretária da Saúde do Ceará (Sesa) segue ampliando sua política de regionalização e descentralização dos serviços de saúde – prevista na Plataforma de Modernização da pasta. A partir desta segunda-feira (16), a unidade do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Juazeiro do Norte começa a realizar exames de RT-PCR para Covid-19. Inicialmente, o equipamento terá capacidade para cerca de 200 testes diários. Há previsão de que este número salte para 400 testes/dia.

Serão priorizadas as amostras das barreiras sanitárias de toda região do Cariri. A diretora da Rede de Laboratórios Públicos, Liana Perdigão Mello, explica que a inclusão do serviço vem em um momento importante da pandemia, pois permitirá o diagnóstico de casos individuais e também da variante Delta no Estado. Até o momento, 16 casos da variante de origem indiana foram confirmados no Ceará.

“Os casos positivos detectados no exame de RT-PCR que necessitam de inferência (triagem de variantes) serão enviados ao Lacen de Fortaleza e, caso tenham resultado negativo, as amostras irão para sequenciamento no laboratório referência da Fiocruz/Hemoce”. O projeto de descentralização das ações de Vigilância em Saúde permite maior autonomia às regiões e proporciona redução do tempo de análise das amostras, além de qualificar o serviço.

A secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida, comemora o avanço e frisa que a estratégia será importante para conter a pandemia. “A vigilância em saúde precisa estar in loco junto com a assistência e a vigilância laboratorial, que é uma estrutura mais cara. Observamos, durante um ano e meio de pandemia, que uma das maiores dificuldades da região era o envio das amostras, pela distância. O serviço descentralizado só trará benefícios para o Estado e para população”.

Para a implantação do serviço no Lacen de Juazeiro foram realizadas, durante a última semana, capacitações com os profissionais. “Cinco profissionais de nível superior e três técnicos de laboratório na área técnico-científica foram instruídos para a atividade necessária ao serviço. Assim como os profissionais do setor administrativo que foram treinados para fazer a triagem e cadastro das amostras no sistema Gerenciamento de Amostras Laboratoriais (GAL), do Ministério da Saúde”, acrescenta Mello.

RT-PCR

O RT-PCR é realizado para detectar material genético do vírus nos primeiros dias do aparecimento dos sintomas. O exame é feito a partir de secreções coletadas das vias respiratórias (nariz e garganta), por meio de sonda ou do swab, um tipo de haste de plástico com algodão nas pontas. O resultado dos testes enviados pelas unidades ao Lacen sai em até setenta e duas horas e pode ser acessado pela plataforma Saúde Digital.