PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Remessas com mais 232 mil doses de vacinas contra Covid-19 chegam ao Ceará nesta segunda-feira (16)

16 de agosto de 2021 - 15:21 # # # # # #

Daniel Herculano - Ascom Casa Civil - Texto
Tatiana Fortes - Fotos

O Ceará recebe nesta segunda-feira (16) mais dois lotes de vacinas contra a Covid-19. O primeiro, com 107.640 doses da Pfizer/BioNTech, já desembarcou no Aeroporto Internacional de Fortaleza, às 12 horas. Mais tarde, por volta das 22h, chegarão mais 124.500 doses, agora da AstraZeneca/Fiocruz. Totalizando 232.140 doses, os imunobiológicos ficarão na Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim), da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), de onde são encaminhados aos municípios.

Em publicação nas redes sociais, o governador Camilo Santana detalhou a destinação das doses. “Recebemos nesta tarde um lote com 107.640 doses de vacinas da Pfizer, que serão utilizadas para aplicação de D1 e D2. À noite está prevista a chegada de um novo lote, com 124.500 doses da AstraZeneca, reservada apenas para aplicação de D2 no Ceará. Não vou descansar um minuto até que todos os cearenses estejam vacinados”, publicou.

As remessas foram enviadas pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A distribuição será feita de forma proporcional aos municípios cearenses.

Vacinômetro

O Vacinômetro da Sesa registra que, até as 17 horas deste domingo (15), foram aplicadas 6,47 milhões de doses. Com isso, 4,47 milhões de cearenses receberam a D1, enquanto 1,84 milhão tomaram a D2, além dos 156 mil imunizados com dose única da Janssen. Mais de 46% da população do Estado já recebeu pelo menos a primeira parte da imunização, e cerca de 20% está com esquema vacinal concluído.

Com a chegada do segundo lote desta segunda-feira, o Ceará somará um total de  8.491.058 doses de vacinas recebidas (entre CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer e Janssen).

Variante Delta: transmissão comunitária

O Ceará já registra caso de transmissão comunitária da variante Delta do coronavírus no Ceará. Por isso, reforça o alerta para a população para reforçar os cuidados sanitários básicos para evitar a transmissão viral de Covid-19, como uso de máscara, álcool 70%, higiene constante das mãos, evitar aglomerações e viagens.

Como forma de identificar e conter a alta transmissão da variante que surgiu na Índia e que inspira maior preocupação nesta fase da pandemia de Covid-19, a Sesa reforça e incentiva os municípios a intensificar as barreiras sanitárias no Estado. Atualmente, o Centro de Testagem de Viajantes, instalado no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins, testa 20% dos passageiros que desembarcam no local. Também estão funcionando centros de testagem no aeroporto de Aracati e na rodoviária de Barbalha.

Os pacientes positivados no teste rápido são imediatamente orientados a cumprir autoisolamento de 14 dias. As amostras positivas no antígeno e no RT-PCR são encaminhadas para sequenciamento genômico. Também é recomendada a autoquarentena de duas semanas para passageiros e tripulantes dos voos com pessoas positivadas no desembarque, mesmo que estejam assintomáticas ou apresentem testes negativos. Os voos são divulgados diariamente nas redes sociais da Sesa.

Compra direta de vacinas

O Governo do Ceará assinou, no último dia 9, o contrato com o Instituto Butantan e o laboratório Sinovac para a compra direta de três milhões de doses extras de vacinas contra a Covid-19. As remessas estão previstas ainda para o mês de agosto. Os imunizantes serão um importante reforço para o Estado atingir a meta de vacinar a população adulta até o fim deste mês. Serão aplicadas com a maior celeridade possível em 1,5 milhão de pessoas, com o devido reforço dentro do prazo preconizado.