PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Cotam da Polícia Militar: 22 anos de história no policiamento motorizado

6 de setembro de 2021 - 16:25 # # # # #

Ascom SSPDS - Texto

Com um efetivo superior a 170 profissionais, o Comando Tático Motorizado (Cotam), que integra a estrutura do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), completa 22 anos nesta segunda-feira (6). Os policiais militares especializados atuam fortalecendo a segurança em Fortaleza, em cidades da Região Metropolitana, em municípios do interior, além de missões interestaduais. Para fazer parte desse grupo, no entanto, é preciso muita força de vontade.

“Os candidatos são submetidos a exames médicos, Teste de Avaliação Física, Teste de Habilidades Específicas e um exame para condução de viaturas operacionais”, detalha o comandante do Cotam, major da PMCE, Marcos Leandro, sobre o Curso de Patrulhamento Urbano, com duração de 218 horas/aula, realizado pela Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp/CE). “Após o processo seletivo, os candidatos selecionados são matriculados no curso e recebem todas as orientações na semana administrativa, inclusive assinando um Termo de Ciência onde é informado que eles serão submetidos a estresse físico e psicológico (fadiga, exercícios físicos intensos, poucas horas de descanso, contato com agentes químicos e pressão psicológica)”, completa.

Conforme a Aesp/CE, o plano educacional ainda inclui “instrumentos que permitem orientar práticas formativas e situações de trabalho em Segurança Pública, proporcionando a unidade na diversidade, a partir do diálogo entre Eixos Articuladores, Áreas Temáticas e o respeito absoluto aos Direitos Fundamentais da Pessoa Humana”.

Após o ingresso no Cotam, o policial aprovado ainda passa por um período de experimentação ao longo de um mês, para análise do perfil do aprovado. Durante trinta dias, são observadas as atitudes e prontidão do militar para o serviço, a fim de identificar se possui perfil para servir na unidade, bem como se assimilou a doutrina ensinada.

Duas décadas de patrulhamento tático

Criado em 6 de setembro de 1999 para atuar no policiamento motorizado em Fortaleza e na Região Metropolitana, o Cotam já atuou em diversas ações ao longo da história. Atuando na unidade especializada desde a criação, o subtenente Cristiano de Freitas relembra as experiências nas últimas duas décadas. “Onde o crime acontecer, estamos em combate. Já atuamos contra assaltos a cargas, agências bancárias, carros-fortes, tentativas e fugas em unidades prisionais e conflitos de organizações criminosas”, detalha o militar.

O comandante major Marcos Leandro ressalta que os policiais militares do Cotam atuam em “ocorrências de alta complexidade que requerem emprego de tropa motorizada especializada”, também em cidades de interior e missões interestaduais.