PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Solicitações para dez eventos-teste devem ser enviadas até 20 de setembro, conforme protocolo da Sesa

9 de setembro de 2021 - 16:14 # # # # # #

Ascom Sesa - Texto
Francisco Oliveira - Arte gráfica

Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulga, nesta quinta-feira (9), protocolo para a organização de dez eventos-teste, de modalidades diferentes, a serem realizados durante dez dias no Estado. As orientações estão em conformidade com o decreto estadual Nº34.222, de 4 de setembro de 2021.

Protocolo | Eventos-teste

As propostas de solicitação do pleito para eventos-teste devem contemplar número de pessoas previstas – incluindo participantes, colaboradores e convidados –; declaração do município onde a cerimônia será realizada, com anuência de aceitação de monitoramento pós-evento; plano operacional de como será feito o acompanhamento do público e da equipe organizadora, como nome completo, data de nascimento, CPF e número para contato, por exemplo; entre outras informações. “Todas as propostas devem ser enviadas atendendo às exigências desse protocolo”, pontua Dolores Fernandes, coordenadora da Vigilância Sanitária do Ceará.

Os proponentes devem enviar o pedido e o respectivo protocolo para o e-mail: visa.ceara@gmail.com a partir desta sexta-feira (10) até o dia 20 de setembro de 2021.

Além das normas gerais, o documento traz, ainda, as diretrizes para o consumo de alimentos, transporte e serviços de apoio e manutenção durante os eventos, bem como uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Aferição de temperatura deixa de ser obrigatória

Nessa quarta-feira (8), a Sesa atualizou o protocolo geral de critérios de funcionamento e normas sanitárias para o poder público, empresas, trabalhadores e cidadãos, de forma a garantir o distanciamento social e os cuidados necessários para evitar a transmissão da Covid -19. Dentre as mudanças, a mais relevante é o fim da obrigatoriedade da aferição de temperatura nos estabelecimentos cearenses.

Um segundo protocolo, também elaborado pela Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covis) da Secretaria Executiva de Vigilância e Regulação em Saúde (Sevir) da Sesa, altera normas para realização de eventos sociais. Entre as principais medidas da atualização está a ampliação da capacidade de público em ambientes fechados (de 100 para 150 pessoas) e em áreas ao ar livre (de 200 para 300 pessoas).