PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Polícias Civil e Militar capturam homem suspeito de ordenar homicídios e ameaças contra moradores em Caucaia

10 de setembro de 2021 - 14:47 # # # #

Ascom SSPDS - Texto e Foto

Um trabalho integrado entre a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) e a Polícia Militar do Ceará (PMCE) culminou na prisão em flagrante de Francisco Pereira Rocha (36). De acordo com as investigações policiais, o homem é suspeito de ser o chefe de um coletivo criminoso com atuação na Caucaia – Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Estado. Ele foi capturado nessa quinta-feira (9), em posse de arma e munições. Todo o trabalho policial foi apresentado na manhã desta sexta-feira (10), em coletiva de imprensa, na sede da superintendência da PC-CE, em Fortaleza.

Conhecido também como “Louro da Polda”, Francisco Pereira foi capturado em flagrante após um trabalho de inteligência e a troca de informações entre as Polícias Civil e Militar do Estado. “Louro da Polda” possui antecedentes criminais por homicídio e por violação de domicílio. No momento da sua captura, ele estava em posse de uma pistola, além de 53 munições de calibre 9 mm. Conforme investigações policiais, o homem exerce uma posição de elevada hierarquia em um grupo criminoso na região da Caucaia, além de ser o responsável por ordenar diversos homicídios e ameaças contra moradores da região.

“Louro da Polda” é investigado ainda por um histórico de envolvimento no tráfico de drogas da AIS 11 e sob a suspeita de ser o sucessor de Francisco Cilas de Moura Araújo (45), o “Mago”, preso no dia 7 de julho de 2020, durante uma operação da PC-CE no Piauí.

A prisão de ontem ocorreu em uma residência situada no bairro Padre Júlio Maria, em Caucaia. Além da arma e munições, foram apreendidos também relógios de marcas luxuosas e um veículo. Diante do flagrante, ele foi conduzido à Delegacia Metropolitana de Caucaia. Lá, ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e por integrar uma organização criminosa. As investigações acerca da prisão continuam, a fim de identificar a participação dele em outros crimes registrados na região.