PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Setembro amarelo: HRN implanta projeto que acolhe colaboradores em luto

15 de setembro de 2021 - 17:29 # # # # #

Teresa Fernandes - Ascom HRN

O acolhimento de funcionários que perderam parentes durante o período pandêmico teve início neste ano e, até o momento, foi realizado o contato com 52 pessoas

O Setembro Amarelo, mês de conscientização e prevenção ao suicídio, traz um alerta à saúde mental. No Hospital Regional Norte (HRN), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) em Sobral, foi desenvolvido o Programa de Qualidade de Vida do Trabalhador, que contempla apoio psicológico e um projeto de acolhimento aos profissionais enlutados.

O núcleo de Psicologia do HRN implantou, ainda na primeira onda da pandemia de Covid-19, o acompanhamento psicológico dos colaboradores e, durante a segunda onda, foi estruturado também um acompanhamento específico para os profissionais de luto. Além disso, com rodas de conversa, o hospital permite a escuta dos trabalhadores sobre suas demandas, abrindo espaço para que compartilhem seus sentimentos.

Cerca de 200 colaboradores já foram atendidos de forma presencial ou on-line no período de 26 de março de 2020 a agosto de 2021. Os atendimentos ocorrem por meio de agendamento – realizado via Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt). O acolhimento de funcionários que perderam parentes durante o período pandêmico teve início em maio de 2021 e, até o momento, foi realizado o contato com 52 pessoas.

“Na primeira onda, começamos o apoio psicológico aos funcionários que estavam vivenciando a estigmatização por ser profissional de saúde, um maior número de demandas e o trabalho com algo que era incerto, que não se sabia bem como combater. Na segunda onda, pela quantidade de pessoas adoecidas que chegaram a ser pessoas conhecidas, como colegas, amigos e familiares, criamos o apoio psicológico aos profissionais enlutados”, explica a psicóloga do HRN, Thallynne Rosendo.

Nos casos deste perfil, o departamento pessoal da unidade disponibiliza o contato do funcionário para que o serviço de Psicologia oferte o acolhimento. “Inicialmente, é enviada uma mensagem de pêsames a todos os funcionários e disponibilizado o acolhimento psicológico. Diante da negativa do funcionário, o serviço de Psicologia informa o fluxo de agendamento pelo Sesmt e se colocava à disposição. Diante do aceite, o atendimento é agendado”, ressalta a coordenadora do serviço de Psicologia, Raiza Ribeiro.

Setembro amarelo

Segundo Thallynne Rosendo, o Setembro Amarelo é um mês propício para lembrar o combate ao suicídio, mas as ações de saúde mental devem acontecer o ano inteiro. “É importante passarmos todo o ano pontuando essas ações porque, principalmente agora na pandemia, se mostrou o quanto é relevante estarmos trabalhando a saúde mental com os pacientes, mas também com os profissionais que estão enfrentando tanto o enlutamento, quanto a pressão por qualidade”, pontua.

Outro projeto que engloba o Programa de Qualidade de Vida é o apoio psicológico com rodas de conversa para acolher e fazer uma escuta do que os colaboradores estão vivenciando. “O objetivo é tanto sensibilizar esses colaboradores a procurarem o serviço de Psicologia que é ofertado, quanto para fazer uma escuta, para saber o quanto eles estão vivenciando esse desafio de enfrentar a pandemia, as demandas que surgiram e o próprio enlutamento”, avalia Rosendo.