PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Hospital São José promove simpósio em alusão ao Dia Mundial da Segurança do Paciente

17 de setembro de 2021 - 17:25 # # # #

Diego Sombra - Ascom HSJ - Texto e Fotos

Evento abordou práticas importantes para garantir a segurança do paciente no ambiente hospitalar

O Hospital São José (HSJ) promoveu, nesta sexta-feira (17), um simpósio em alusão ao Dia Mundial da Segurança do Paciente, data celebrada em 17 de setembro pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Organizado pelo Escritório da Qualidade e Segurança do Paciente do HSJ, o evento reuniu cerca de 60 profissionais de saúde e reforçou a importância das práticas seguras para garantir a assistência adequada às pessoas internadas na instituição.

Na abertura do simpósio, a médica infectologista e diretora técnica do Hospital São José, Christianne Takeda, destacou que a qualidade e a segurança do paciente são premissas da unidade. “Atuamos cada vez mais preventivamente para que os pacientes tenham uma assistência em constante aperfeiçoamento para evitar ocorrências indesejadas e assegurar um monitoramento eficaz. A segurança do paciente é fundamental para um sistema de saúde em funcionamento. Por isso, todo dano evitado alivia os afetados, aqueles que os tratam e a sociedade como um todo”, afirmou.

Abordando o tema “A segurança do paciente está em nossas mãos”, o evento está entre as ações promovidas pelo São José para prevenir e reduzir a ocorrência de incidentes que podem resultar em danos à saúde das pessoas atendidas pelo equipamento. “É cada vez mais importante essa abordagem, principalmente entre nossos colaboradores, que são os atores essenciais desse processo. Dessa forma, procuramos, com o simpósio, envolver cada vez mais toda a equipe multiprofissional, encorajando e trabalhando junto em prol do nosso maior objetivo: a segurança do paciente”, acrescentou Ruth Araújo, médica infectologista e coordenadora do Escritório da Qualidade e Segurança do Paciente.


Simpósio reuniu cerca de 60 profissionais da saúde do HSJ, entre médicos, enfermeiros, técnicos de Enfermagem e outras categorias

A programação contou com cinco palestras ministradas por médicos, enfermeiras e uma farmacêutica do São José. Os profissionais debateram, entre outros assuntos, o papel da equipe assistente na segurança do paciente e a importância da higienização das mãos na rotina dos colaboradores. “Com este simpósio, nós queremos que os colaboradores se sintam acolhidos e se tornem multiplicadores dos conceitos discutidos aqui, contribuindo para proporcionar uma assistência adequada aos pacientes e com o menor risco possível”, pontuou Lauro Vieira Perdigão Neto, diretor técnico do HSJ.

Saúde em Nossas Mãos

O Hospital São José está entre os 234 hospitais selecionados no Brasil pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) para participar do projeto Saúde em Nossas Mãos. A iniciativa visa melhorar a segurança dos pacientes com a implementação de práticas das diretrizes de prevenção de infecções relacionadas à ventilação mecânica, uso de cateteres e de sondas vesicais em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs).


Nancy Costa de Oliveira Caetano durante apresentação do projeto Saúde em Nossas Mãos

A enfermeira e gerente de Enfermagem do HSJ, Nancy Costa de Oliveira Caetano, apresentou aos participantes o funcionamento do projeto, que contemplará outros quatro hospitais cearenses. “O Saúde em Nossas Mãos possibilitará o aprimoramento das ações realizadas pelo HSJ no que diz respeito à segurança do paciente. O projeto tem o intuito de fortalecer a unidade para a prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde, conhecidas como Iras. Para nós, do São José, é uma honra fazer parte dessa iniciativa”.

Metas internacionais

A OMS instituiu o Dia Mundial da Segurança do Paciente em 2019 com o objetivo de mobilizar pacientes, profissionais de saúde, pesquisadores e outros agentes da sociedade em torno do assunto. O Hospital São José tem como parâmetro as seis metas implementadas pela Organização para reforçar a segurança do paciente no ambiente hospitalar. As diretrizes são: identificação correta do paciente; melhorar a comunicação; melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos; assegurar cirurgia em locais corretos e higienizar as mãos para evitar infecções e reduzir o risco de quedas e lesões por pressão.